Golpe no Whatsapp usa informação falsa sobre direitos das pessoas com deficiência

Golpe no Whatsapp usa informação falsa sobre direitos das pessoas com deficiência

Áudio que circula entre usuários do aplicativo solicita dados para participação em grupo de trabalho. Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos publicou nota de alerta.

Luiz Alexandre Souza Ventura

09 de fevereiro de 2021 | 16h15

Use 26 recursos de acessibilidade digital com a solução da EqualWeb clicando no ícone redondo e flutuante à direita, ouça o texto completo com Audima no player acima, acione a tradução em Libras com Hand Talk no botão azul à esquerda ou acompanhe o vídeo no final da matéria produzido pela Helpvox com a interpretação na Língua Brasileira de Sinais.


Fachada do prédio do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, em Brasília. Crédito: Divulgação / Roque de Sá / Agência Senado.

Descrição da imagem #pracegover: Fachada do prédio do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, em Brasília. Crédito: Divulgação / Roque de Sá / Agência Senado.


Um golpe aplicado por meio do Whatsapp tenta roubar dados pessoais dos usuários e dissemina informação falsa sobre a criação de grupo de trabalho para analisar mudanças legislativas que prejudicariam as pessoas com deficiência.

A mensagem de voz, criada por aplicativo que transforma texto em áudio, fala sobre passagens aéreas e reuniões em Brasília.


OUÇA A MENSAGEM FALSA


O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) publicou nota de alerta sobre a ação.

“São falsas as informações disseminadas por áudio, em aplicativos de troca de mensagens, sobre suposta criação de grupo de trabalho (GT) para analisar mudanças legislativas que prejudicariam as pessoas com deficiência.

Essa hipótese sequer é discutida internamente. Pelo contrário, a Secretaria Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SNDPD), do MMFDH, trabalha para ampliar os direitos desse segmento da população.

É nesse sentido que o já criado GT de avaliação biopsicossocial discute a regulamentação do Estatuto da Pessoa com Deficiência (Lei 13.146/15)”, diz a nota.


REPORTAGEM COMPLETA EM LIBRAS (EM GRAVAÇÃO)
Vídeo produzido por Helpvox com a versão da reportagem na Língua Brasileira de Sinais pela tradutora e intérprete Milena Silva.


Para receber as reportagens do #blogVencerLimites no Whatsapp, mande ‘VENCER LIMITES’ para +5511976116558 e inclua o número nos seus contatos. Se quiser receber no Telegram, acesse t.me/blogVencerLimites.



Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.