Grupos de autistas que denunciaram Léo Lins são atacados na internet

Grupos de autistas que denunciaram Léo Lins são atacados na internet

Famílias que administram perfis marcados pelo humorista no Instagram e no Twitter estão recebendo mensagens com ofensas e xingamentos.

Luiz Alexandre Souza Ventura

24 de setembro de 2020 | 15h00

Ouça essa reportagem com Audima no player acima, acione a tradução do texto em Libras com Hand Talk no botão azul à esquerda ou acompanhe o vídeo no final da matéria produzido pela Helpvox com a interpretação na Língua Brasileira de Sinais.


Descrição da imagem #pracegover: Cópia de tela com foto de uma criança sorrindo e, abaixo, uma mensagem com o texto “isso não é autismo, é ser criado por uma retardada, aí fica desse jeito”. Crédito: Reprodução.


Perfis sobre autistas no Instagram e no Twitter marcados pelo humorista Léo Lins nos últimos dias, após discussões e brigas virtuais entre os grupos e o comediante, estão sendo atacados com ofensas e xingamentos.

Mães de crianças autistas ouvidas pelo #blogVencerLimites nesta quinta-feira, 24, relatam o recebimento de dezenas de mensagens.

“Estamos fazendo copia de tudo e vamos incluir na ação coletiva contra o Léo Lins”, afirmou uma das mães. “Um horror. Vou registar novos boletins na delegacia”, disse outra mãe.

As famílias atacadas moram em São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Todas mantêm comunicação em grupos nas redes sociais e no Whatsapp.

O #blogVencerLimites procurou Léo Lins por Whatsapp e mensagens no Instagram, mas não houve resposta.







[]
Vídeo produzido pela Helpvox com a versão da reportagem na Língua Brasileira de Sinais gravada pelo intérprete e tradutor Luiz Henrique Ribeiro Ramos.


Para receber as reportagens do #blogVencerLimites no Whatsapp, mande ‘VENCER LIMITES’ para +5511976116558 e inclua o número nos seus contatos. Se quiser receber no Telegram, acesse t.me/blogVencerLimites.

blogVencerLimites@gmail.com
Facebook.com/VencerLimites
Twitter.com/VencerLimitesBR
Instagram.com/blogVencerLimites



Tudo o que sabemos sobre:

Pessoas com DeficiênciaAutistasLéo Lins

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: