Grupos de autistas que denunciaram Léo Lins são atacados na internet

Famílias que administram perfis marcados pelo humorista no Instagram e no Twitter estão recebendo mensagens com ofensas e xingamentos.

Luiz Alexandre Souza Ventura

Você pode ler 5 matérias grátis no mês

ou Assinar por R$ 0,99

Você pode ler 5 matérias grátis no mês

ou Assinar por R$ 0,99

Você leu 4 de 5 matérias gratuitas do mês

ou Assinar por R$ 0,99

Essa é sua última matéria grátis do mês

ou Assinar por R$ 0,99

Atualizamos nossa política de cookies

Ao utilizar nossos serviços, você aceita a política de monitoramento de cookies.

Ouça essa reportagem com Audima no player acima, acione a tradução do texto em Libras com Hand Talk no botão azul à esquerda ou acompanhe o vídeo no final da matéria produzido pela Helpvox com a interpretação na Língua Brasileira de Sinais.


Descrição da imagem #pracegover: Cópia de tela com foto de uma criança sorrindo e, abaixo, uma mensagem com o texto “isso não é autismo, é ser criado por uma retardada, aí fica desse jeito”. Crédito: Reprodução.


Perfis sobre autistas no Instagram e no Twitter marcados pelo humorista Léo Lins nos últimos dias, após discussões e brigas virtuais entre os grupos e o comediante, estão sendo atacados com ofensas e xingamentos.

Mães de crianças autistas ouvidas pelo #blogVencerLimites nesta quinta-feira, 24, relatam o recebimento de dezenas de mensagens.

“Estamos fazendo copia de tudo e vamos incluir na ação coletiva contra o Léo Lins”, afirmou uma das mães. “Um horror. Vou registar novos boletins na delegacia”, disse outra mãe.

As famílias atacadas moram em São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Todas mantêm comunicação em grupos nas redes sociais e no Whatsapp.

O #blogVencerLimites procurou Léo Lins por Whatsapp e mensagens no Instagram, mas não houve resposta.







[]

Vídeo produzido pela Helpvox com a versão da reportagem na Língua Brasileira de Sinais gravada pelo intérprete e tradutor Luiz Henrique Ribeiro Ramos.


Para receber as reportagens do #blogVencerLimites no Whatsapp, mande ‘VENCER LIMITES’ para +5511976116558 e inclua o número nos seus contatos. Se quiser receber no Telegram, acesse t.me/blogVencerLimites.

blogVencerLimites@gmail.com

Facebook.com/VencerLimites

Twitter.com/VencerLimitesBR

Instagram.com/blogVencerLimites



Tudo o que sabemos sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato