INES confirma bloqueio de recursos

INES confirma bloqueio de recursos

Instituto Nacional de Educação dos Surdos divulgou nota na qual informa que suspendeu editais de pesquisa e extensão, mas garante continuidade da TV INES sem modificação na grade. Gestores da emissora, no entanto, foram procurados para discutir uma possível redução nos repasses. O #blogVencerLimites enviou email à direção do INES, dirge@ines.gov.br, em 4 de abril, antes de publicar matéria sobre o corte de R$ 10 milhões, mas não houve resposta.

Luiz Alexandre Souza Ventura

08 de maio de 2020 | 11h35


Ouça essa reportagem com Audima no player acima ou acompanhe a tradução em Libras com Hand Talk no botão azul à esquerda.


Descrição da imagem #pracegover: Fachada do Instituto Nacional de Educação dos Surdos (INES), no Rio de Janeiro. Prédio histórico está pintado na cor amarela. Crédito: Reprodução.


A direção do Instituto Nacional de Educação dos Surdos (INES) divulgou nota nesta quinta-feira, 7, na qual confirma bloqueio de recursos, sem esclarecer valores, que obrigaram a instituição a suspender editais de pesquisa e extensão do DESU (Departamento de Ensino Superior).

“De acordo com a Nota Informativa n. 08 de abril de 2020, emitida pela Consultoria de Orçamentos, Fiscalização e Controle (CONORF), houve um bloqueio de recursos orçamentários denominado bloqueio de remanejamento, que ocorre regularmente de forma anual”, diz a nota. O Instituto afirma, no mesmo comunicado, que a TV INES continua com a sua grade funcionando normalmente.

O #blogVencerLimites publicou reportagem na segunda-feira, 4 de maio, às 18h08, sobre o corte de R$ 10 milhões nos recursos no INES. Fontes ligadas ao Instituto e à TV INES informaram ao blog que o INES já estava em contato com prestadores de serviços para renegociar contratos, que corriam o risco de não serem cumpridos por falta de verbas e, além disso, o Instituto buscava maneiras de não suspender bolsas.

De acordo com outra informação apurada pelo blog, na terça-feira, 5, houve uma reunião para discutir os valores pagos pelo Instituto à TV INES, com participação da Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto (ACERP), gestora da emissora.

A direção do INES destaca na nota que o #blogVencerLimites não procurou o Instituto para confirmar a informação sobre o corte de R$ 10 milhões, mas essa afirmação não procede. O blog enviou email à direção da instituição, no dirge@ines.gov.br, e ao Ministério da Educação (MEC), no dia 4 de maio, às 16h23, solicitando confirmação das informações (veja print abaixo), mas o INES não respondeu.

A assessoria de imprensa do MEC procurou o blog, por telefone, no mesmo dia, para negar cortes no INES.


Descrição da imagem #pracegover: Cópia do email enviado pelo #blogVencerLimites à direção do INES, às 16h23 de 4 de maio de 2020, com a mensagem “Prezados, boa tarde. Meu nome é Luiz Alexandre Souza Ventura, comando o blog Vencer Limites, espaço de notícias sobre o universo da pessoa com deficiência integrado ao portal Estadão. Recebi agora a informação de que o MEC vai cortar R$ 10 milhões do INES. Esse corte seria um pedido, orientação ou ordem do Ministério da Economia. Por favor, a informação procede? Deadline imediato, ok? Obrigado. Abraço”. Crédito: Reprodução.


Leia a íntegra da nota publicada pelo INES.

“O Instituto Nacional de Educação de Surdos em respeito à sociedade e, principalmente, a comunidade surda, em virtude de notícias veiculadas na segunda-feira, dia 04/05/2020, pela imprensa, especialmente pelo Jornal Estadão, no Blogs Vencer Limites – Pessoas com Deficiência, pelo jornalista Luiz Alexandre Souza Ventura e divulgado pelas redes sociais, referente a um corte de verba orçamentária no valor de R$ 10 milhões do INES, esclarece o seguinte:

1) Informamos que não houve corte orçamentário no importe de R$ 10 milhões no orçamento destinado ao INES pelo Ministério de Educação – MEC ou pelo Ministério de Economia – ME.

2) De acordo com a Nota Informativa n. 08 de abril de 2020, emitida pela Consultoria de Orçamentos, Fiscalização e Controle (CONORF), houve um bloqueio de recursos orçamentários denominado bloqueio de remanejamento, que ocorre regularmente de forma anual. Trata-se de “programações condicionadas à aprovação em legislativa prevista no inciso III do artigo 167 da Constituição”. Conforme descrito na Nota, o Poder Executivo encaminhou ao Congresso Nacional, em 13/04/2020, o PLN 8/2020, após aprovação no Congresso, os recursos serão liberados para utilização, visto nunca terem sido retirados da conta da Instituição.

3) Tal medida abarca diversos órgãos da administração pública, não sendo o INES a única Instituição a ela submetida.

4) Despesas que eram mantidas com este recurso, como o caso de pesquisa e extensão do DESU tiveram seus editais de relançamento temporariamente suspensos até a liberação dos recursos e a TV INES continua com a sua grade funcionando normalmente, para que as notícias sobre o Coronavírus possam ser difundidas para a Comunidade Surda, principalmente nesse momento em que todos os nossos alunos estão no isolamento em suas residências, sendo excluído pela maioria de notícias sem a Língua de Sinais.

5) Informamos que a Direção Geral do INES não identificou nenhum contato ou consulta, seja pelo Jornal Estadão ou qualquer outro meio de imprensa. Portanto, a matéria foi divulgada sem que fosse apurada a veracidade dos fatos e sem que a Direção Geral do INES fosse consultada.

O INES considera que os avanços conquistados pela comunidade surda e pela Instituição estão consolidados e espera da imprensa compromisso com a verdade, através de informações corretas e de fontes idôneas visando esclarecimento à população.

Direção Geral do INES
Rio de Janeiro, 07 de maio de 2020″.



LEIA TAMBÉM:

Após MEC encerrar contrato, audiência da TV Escola e da TV INES cresce 4.000%

MEC promete liberdade à TV INES

Ação do MEC pode acabar com a única TV para surdos do Brasil

Para receber nossas notícias direto em seu smartphone, basta incluir o número (11) 97611-6558 nos contatos e mandar a frase ‘VencerLimites’ pelo Whatsapp. VencerLimites.com.br é um espaço de notícias sobre o universo das pessoas com deficiência integrado ao portal Estadão. Nosso conteúdo também está acessível em Libras, com a solução Hand Talk, e áudio, com a ferramenta Audima. Todas as informações publicadas no blog, nas nossas redes sociais e enviadas pelo Whatsapp são verdadeiras, produzidas e divulgadas após checagem e comprovação. Compartilhe apenas informação de qualidade e jamais fortaleça as ‘fake news’. Se tiver dúvidas, verifique.


Mande mensagem, crítica ou sugestão para blogVencerLimites@gmail.com

Acompanhe o #blogVencerLimites nas redes sociais

Facebook Twitter Instagram LinkedIn YouTube


Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: