Lei de cotas completa 27 anos

Lei de cotas completa 27 anos

Legislação é referência para nações que integram a Convenção sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência da ONU. Movimento em direção à inclusão real é tímido. Estigmas e preconceitos ainda permeiam o ambiente corporativo, mas a presença cada vez maior de profissionais com deficiência nas empresas está modificando esse ambiente para melhor.

Luiz Alexandre Souza Ventura

24 de julho de 2018 | 10h47

IMAGEM 01: Legislação é referência para nações que integram a Convenção sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência da ONU. Movimento em direção à inclusão real é tímido. Estigmas e preconceitos ainda permeiam o ambiente corporativo, mas a presença cada vez maior de profissionais com deficiência nas empresas está modificando esse ambiente para melhor. DESCRIÇÃO #PRACEGOVER: Imagem mostra o secretário nacional dos direitos das pessoas com deficiência, Marco Pellegrini, em um escritório, de frente para o computador. Pellegrini é negro, tetraplégico e está sentado uma cadeira de rodas. Crédito da foto: Milton Michida / Governo do Estado de SP

IMAGEM 01: Legislação é referência para nações que integram a Convenção sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência da ONU. Movimento em direção à inclusão real é tímido. Estigmas e preconceitos ainda permeiam o ambiente corporativo, mas a presença cada vez maior de profissionais com deficiência nas empresas está modificando esse ambiente para melhor. DESCRIÇÃO #PRACEGOVER: Imagem mostra o secretário nacional dos direitos das pessoas com deficiência, Marco Pellegrini, em um escritório, de frente para o computador. Pellegrini é negro, tetraplégico e está sentado uma cadeira de rodas. Crédito da foto: Milton Michida / Governo do Estado de SP


Celebramos nesta terça-feira, 24 de julho, os 27 anos da lei nº 8.213/1991, também chamada de Lei de Cotas, uma ferramenta fundamental para a inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho.

A presença cada vez maior de profissionais com deficiência nas empresas está modificando o ambiente corporativo para melhor, ampliando o conhecimento sobre a diversidade e sua importância essencial na evolução de uma companhia e de toda a sociedade.

Exigir de corporações a inclusão de trabalhadores com deficiência ainda é a forma mais concreta de garantir a esses cidadãos o acesso a emprego, renda, dignidade, autonomia, independência e participação na economia. Isso porque, segundo pesquisa da iSocial, aproximadamente 90% das empresas brasileiras contratam pessoas com deficiência apenas para cumprir cotas.

O discurso das grandes companhias sobre a preocupação em estruturar um programa de inclusão inteligente ainda tem pouco reflexo no dia a dia do cidadão com deficiência. Habitualmente carimbado por sua deficiência, exercendo funções que não condizem com seu esforço em busca de qualificação, esse profissional, em muitos casos (infelizmente, a maioria), é lembrado somente para cargos menores, com baixa remuneração e tem caminhos restritos para seu crescimento profissional.

As visões do ‘super herói’, do ‘exemplo de superação’, do ‘guerreiro’ ainda permeiam o ambiente corporativo, que concede a palavra para pessoas com deficiência – em eventos, seminários, congressos e treinamentos – exclusivamente para motivar seus colegas, estimular a equipe, capacitar o time.

Há, no entanto, um movimento em direção à inclusão real, ainda tímido, no qual pessoas com deficiência têm oportunidades concretas nas empresas e podem, assim como todos os profissionais, construir uma carreira, ocupar posições de liderança e atuar como pretendem, sem carregar estigmas e preconceitos que erguem barreiras à evolução.

A Lei de Cotas e a Lei Brasileira de Inclusão colocam nosso País em posição de liderança e referência internacional para todas as nações, são quase 200, que integram a Convenção sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência da Organização das Nações Unidas (ONU).

Vamos em frente!

Quer receber as notícias do #blogVencerLimites pelo WhatsApp? Adicione (11) 97611-6558 aos contatos e mande a frase 'VencerLimitesWhatsApp'

Quer receber as notícias do #blogVencerLimites pelo WhatsApp? Adicione (11) 97611-6558 aos contatos e mande a frase ‘VencerLimitesWhatsApp’


Mande mensagem, crítica ou sugestão para blogVencerLimites@gmail.com

Acompanhe o #blogVencerLimites nas redes sociais

Facebook Twitter Instagram LinkedIn Google+ YouTube