Livro infantil com música e acessibilidade mostra a importância da inclusão na escola

Livro infantil com música e acessibilidade mostra a importância da inclusão na escola

'Jota e Chico' conta a história de um menino em seus primeiros dias no ambiente escolar e a descoberta das diferenças. Publicação tem aplicativo com áudio, tradução em Libras e personagens em realidade aumentada.

Luiz Alexandre Souza Ventura

15 de março de 2021 | 11h54

Use 26 recursos de acessibilidade digital com a solução da EqualWeb clicando no ícone redondo e flutuante à direita, ouça o texto completo com Audima no player acima, acione a tradução em Libras com Hand Talk no botão azul à esquerda ou acompanhe o vídeo no final da matéria produzido pela Helpvox com a interpretação na Língua Brasileira de Sinais.


Capa do livro 'Jota e Chico' tem uma ilustração com dois meninos. Um deles está sentado no chão e o outro está em pé sobre uma cama. Crédito: Divulgação.

Descrição da imagem #pracegover: Capa do livro ‘Jota e Chico’ tem uma ilustração com dois meninos. Um deles está sentado no chão e o outro está em pé sobre uma cama. Crédito: Divulgação.


Jota é um menino que adora acompanhar as histórias contadas por seu primo Chico sobre a escola. Em seu primeiro dia de aula, ele descobre que é diferente do colegas.

A importância dessa descoberta e de que maneira a inclusão é fundamental para o desenvolvimento de todas as crianças são as bases do livro ‘Jota e Chico, um projeto de Carolina Videira, fundadora da Turma do Jiló, com o produtor musical Rafael Maluf, texto de Patrícia Auerbach e ilustrações de Roberta Asse.

Lançada oficialmente pela editora Mourthé nesta segunda-feira, 15 de março, Dia da Escola, a publicação tem versão em realidade aumentada, com músicas exclusivas, narração, tradução em Libras, tudo por meio de um aplicativo (Android e iOS).



“Incluir as crianças com deficiência no universo da literatura é maravilhoso. Com as ferramentas que possuímos hoje, somadas a um olhar voltado para as possibilidades, e não para as limitações, podemos criar experiências educativas para todos”, diz Carolina Videira.

“Queremos inspirar o mercado editorial a ser mais inclusivo na forma e no conteúdo, trazendo um olhar de leveza com histórias alegres sem penalizar as crianças por suas deficiências em papéis tristes”, afirma Carolina.

“A ideia foi compor músicas bem-feitas e de fácil fixação para passar o conceito de inclusão, tanto para o nosso público, as crianças, como para os pais que os acompanham durante a leitura”, explica Rafael Maluf.

“São canções sobre inclusão e as dificuldades de crianças com deficiências. Com as músicas nasceu também o desejo de contar as histórias num livro com recursos para que todas as crianças tivessem a oportunidade de se divertir e aprender”, completa Carolina.

O livro está à venda na página da editora Mourthé (clique aqui).


REPORTAGEM COMPLETA EM LIBRAS (EM GRAVAÇÃO)
Vídeo produzido por Helpvox com a versão da reportagem na Língua Brasileira de Sinais pela tradutora e intérprete Milena Silva.


Para receber as reportagens do #blogVencerLimites no Telegram, acesse t.me/blogVencerLimites.



Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.