Livros para ler, ouvir, ver e tocar

Livros para ler, ouvir, ver e tocar

Dois projetos gratuitos têm muitas opções com recursos de acessibilidade. 'Literatura Acessível', do Instituto Incluir, leva contações de histórias online para crianças, com títulos próprios como 'Melhor amigo da Bengala', 'A princesa que tinha um cromossomo a mais', 'O menino que escrevia com os pés' e 'A menina que perdeu a perna'. E a Secretaria da Pessoa com Deficiência de SP acaba de inaugurar uma biblioteca com clássicos da literatura mundial que têm audiodescrição, legendas, interpretação em Libras e leitura simples. Obras como 'Peter Pan', 'Volta ao Mundo em 80 Dias', 'O Menino no Espelho' e 'O Menino Azul' já estão no catálogo.

Luiz Alexandre Souza Ventura

25 de agosto de 2020 | 18h21


Ouça essa reportagem com Audima no player acima ou acompanhe a tradução em Libras com Hand Talk no botão azul à esquerda.


Descrição da imagem #pracegover: Cópia da tela da versão acessível do livro ‘Volta ao mundo em 80 Dias’, de Júlio Verne’, que tem a capa original do livro do lado esqueroo, com o título em francês, e uma intérprete de Libras do lado direito. Crédito: Reprodução.


Dois projetos que compartilham literatura com acessibilidade gratuitamente estão disponíveis e têm muitos títulos. São iniciativas que promovem a inclusão, reforçam o hábito da leitura e ampliam o conhecimento sobre o universo da pessoa com deficiência.

‘Literatura Acessível’, do Instituto Incluir, apresenta uma série de livros para sensibilizar crianças e escolas sobre a importância da inclusão e da acessibilidade (clique aqui para conhecer). Além de publicar os ebooks ‘Melhor amigo da Bengala’, ‘A princesa que tinha um cromossomo a mais’ e ‘O menino que escrevia com os pés’ com versões em Libras, braile, audiodescrição, pictograma em português e alemão, o projeto compartilha a contações das histórias online, com a atriz Bia Mussi e o escritor Marcos Lima, autor de ‘Histórias de Cego’.

As contações têm legendagem e audiodescrição. “É uma forma de gerar um conteúdo virtual similar aos encontros presenciais”, diz Carina Alves, diretora do Instituto Incluir e autora dos quatro livros, dois com participação de Mari Meira, e um, em parceria com Elyse Mattos, fundadora do Instituto Ico Project, voltado à causa do autismo. São obras de ficção, disponíveis em versões físicas e em ebooks em multiformato – Libras, braille, audiodescrição e pictograma – e multilinguismo – português e alemão.

Outra boa proposta é a biblioteca virtual inaugurada pela Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo (SEDPcD), que já tem 13 títulos, entre os quais estão clássicos da literatura mundial, com leitura simples, audiodescrição, narração e texto em português, legendas, animação das imagens, tradução e interpretação em Libras e leitura fácil. O projeto é fruto de uma parceria com o Centro de Tecnologia e Inovação (CTI) e a ONG Mais Diferenças. (clique aqui para conhecer).

Na lista de obras estão ‘Peter Pan’, de J.M. Barrie; ‘Volta ao Mundo em 80 Dias’, de Júlio Verne; ‘O Menino Azul’, de Cecília Meireles e Lúcia Hiratsuka; ‘O Menino no Espelho’ de Fernando Sabino, além de outros nove títulos.

“É uma contribuição à a equiparação de oportunidades e ao fortalecimento das políticas, programas e projetos relativos aos direitos das pessoas com deficiência, com ênfase no acesso ao livro e à leitura, introduzindo a questão da acessibilidade e inclusão, de forma articulada e transversal”, diz a secretária Célia Leão. Estão previstas no programa oficinas de formação e sensibilização de profissionais da educação, cultura, assistência social, bibliotecários, mediadores de leitura e outros profissionais interessados nas práticas acessíveis e inclusivas voltadas à leitura.

________________________________________

Para receber as reportagens do #blogVencerLimites no Whatsapp, mande ‘VENCER LIMITES’ para +5511976116558 e inclua o número nos seus contatos. Se quiser receber no Telegram, acesse t.me/blogVencerLimites.

VencerLimites.com.br é um espaço de notícias sobre o universo das pessoas com deficiência integrado ao portal Estadão. Nosso conteúdo também está acessível em Libras, com a solução Hand Talk, e áudio, com a ferramenta Audima.

Todas as informações publicadas no blog, nas nossas redes sociais, enviadas pelo Whatsapp ou Telegram são produzidas e publicadas após checagem e comprovação. Compartilhe apenas informação de qualidade e jamais fortaleça as ‘fake news’. Se tiver dúvidas, verifique.

Mande mensagem, crítica ou sugestão para blogVencerLimites@gmail.com. E acompanhe o #blogVencerLimites nas redes sociais:
Facebook.com/VencerLimites
Twitter.com/VencerLimitesBR
Instagram.com/blogVencerLimites

________________________________________

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: