Maria Goret Chagas conquista a França

Maria Goret Chagas conquista a França

Brasileira que pinta com os pés e a boca recebeu em Paris a comenda internacional ‘Honra às Mulheres e Homens de Valor’, da ‘Divine Academie Française’, alta insígnia pelos relevantes serviços prestados à sociedade. Em entrevista ao #blogVencerLimites, ela fala sobre o reconhecimento e a nova fase na carreira.

Luiz Alexandre Souza Ventura

03 Novembro 2016 | 12h23

Maria Goret Chagas expôs duas telas, ‘Íris Rosa’ e ‘Floral’, pintadas com a boca e os pés em acrílica e óleo sobre tela, ambas selecionadas pela AMFPA/VDMFK, enviadas a 75 países, reproduzidas em cartões e calendários. Imagem: Divulgação

Maria Goret Chagas expôs duas telas, ‘Íris Rosa’ e ‘Floral’, pintadas com a boca e os pés em acrílica e óleo sobre tela, ambas selecionadas pela AMFPA/VDMFK, enviadas a 75 países, reproduzidas em cartões e calendários. Imagem: Divulgação


A artista plástica brasileira Maria Goret Chagas, que pinta em aquarela e acrílica com a boca e os pés, recebeu no último dia 19 de outubro, em Paris (França), a comenda internacional ‘Honra às Mulheres e Homens de Valor’, da ‘Divine Academie Française des Arts, Lettres et Culture – Madame Diva Pavesi’, alta insígnia pelos relevantes serviços prestados à sociedade. A cerimônia de outorga foi realizada no Four Seasons Hotel George V.

Goret foi indicada pelo presidente de honra da ‘Divine Academie Française’, Celito Medeiros, e pela curadora Diva Pavesi. Além da homenagem, ela participou de uma vernissage especial em ‘Le Carrousel du Louvre’, galeria comercial que fica no sub-solo do Museu do Louvre, junto mais 24 artistas brasileiros.


Foto oficial, na Torre Eiffel. Maria Goret Chagas é a sexta artista, a partir do lado esquerdo. Imagem: Divulgação

Foto oficial, na Torre Eiffel. Maria Goret Chagas é a sexta artista, a partir do lado esquerdo. Imagem: Divulgação


“Foi uma cerimonia belíssima, recebi a medalha e o certificado como embaixadora. O grande momento teve os hinos do Brasil e da França. Após o jantar, passeamos pela cidade e fizemos a foto oficial na Torre Eiffel”, celebra a artista, que faz parte da Associação de Pintores com a Boca e os Pés (APBP), tem obras premiadas e reproduzidas no Brasil e no exterior, com diversos troféus, medalhas e menções honrosas, já publicou livros sobre inclusão infantil, motivação, superação, liderança e também biográficos.

“A sensação é indescritível, uma emoção tão grande que chega a sufocar e explode em lágrimas de alegria. Quando cheguei com as telas e atravessei a porta acessível do Carroussel (Le Carrousel du Louvre), pude entender que seria um marco divisório na minha vida pessoal e profissional”, diz Goret.



Além de pintar ao vivo, Maria Goret Chagas expôs duas telas, ‘Íris Rosa’ e ‘Floral’, pintadas com a boca e os pés em acrílica e óleo sobre tela, ambas selecionadas pela Association Of Mouth And Foot Painting Artists (AMFPA) / Vereinigung der mund- und fussmalenden Künstler (VDMFK), enviadas a 75 países, reproduzidas em cartões e calendários.

“No espaço ‘Art Shopping’ do Carroussel, uma multidão aguardava para prestigiar as diversas mostras. No nosso estande estava inteiro decorado com obras belíssimas de vários artistas, com pinturas, fotografias, esculturas e analogias entre jóia e literatura. Diva Pavesi foi a perfeita anfitriã, fez uma abertura extremamente formal, mas com a sensibilidade de quem tem a visão global da arte”, afirma Goret, que mora e trabalha em Franca, no interior de SP.



Acompanhe o blog Vencer Limites nas redes sociais

Mais conteúdo sobre:

Maria Goret Chagas