“Meu irmão pode perder os movimentos da mão e do rosto”

“Meu irmão pode perder os movimentos da mão e do rosto”

Rapaz de 18 anos fraturou a face e o punho em acidente de moto há 13 dias e aguarda vaga na central estadual de saúde para fazer cirurgia. Jovem pratica Jiu-jitsu e conquistou recentemente um título sul-americano e um campeonato mundial. Hospital não tem material para o procedimento. Secretaria de Estado da Saúde afirma que caso do paciente não é urgente.

Luiz Alexandre Souza Ventura

27 de junho de 2017 | 09h15

<strong>Guilherme Salomão, de 18 anos, está internado no Hospital Municipal de Bertioga. Foto: Rosario Ruana Silva Gracia/Arquivo Pessoal</strong>

Guilherme Salomão, de 18 anos, está internado no Hospital Municipal de Bertioga. Foto: Rosario Ruana Silva Gracia/Arquivo Pessoal


A família de Guilherme Ricardo da Silva Salomão, de 18 anos, está preocupada com as sequelas que ele poderá ter na mão direita e na face após o acidente que sofreu no último dia 14 de junho, quando pilotava sua moto em Bertioga, no litoral sul de SP.

O rapaz está internado no Hospital Municipal de Bertioga com o punho direito quebrado – fratura no estilóide do rádio e lesão de ligamento no rádiocarpio -, além de Disjunção Crâniofacial (fratura III de Le Fort). Ele aguarda por uma vaga na Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde (Cross), coordenada pela Secretaria de Estado da Saúde, para fazer cirurgia.

A prefeitura de Bertioga confirmou que Guilherme deu entrada no pronto-socorro no dia 14 e que foi avaliado por um neurologista da Santa Casa de Santos no dia seguinte. Passou por tomografia computadorizada de crânio, na qual foi diagnosticada fratura de ossos da face, e retornou ao PS, que solicitou avaliação de bucomaxilo na central estadual de vagas.

<strong>Jovem pratica JiuJitsu em Bertioga há quatro meses e, apesar de ser novato, já conquistou bons resultados. Foto: Rosario Ruana Silva Gracia/Arquivo Pessoal</strong>

Jovem pratica JiuJitsu em Bertioga há quatro meses e, apesar de ser novato, já conquistou bons resultados. Foto: Rosario Ruana Silva Gracia/Arquivo Pessoal


Conforme informações da prefeitura, o rapaz passou por avaliação no Hospital Guilherme Álvaro, em Santos, no dia 20 de junho, confirmando a fratura na face, e fez outros exames no dia 23, que constataram a necessidade de cirurgia.

“Não havia material disponível. A secretaria de Saúde de Bertioga entrou em contato com a diretoria técnica do Hospital Guilherme Álvaro (administrado pelo governo de SP) para solução dessa situação e espera retorno. O paciente continua internado no Hospital Municipal de Bertioga, aguardando tratamento definitivo”, diz a administração municipal.

“Pode levar até 30 dias para esse material chegar. Enquanto isso, ele está sem possibilidade de melhora”, diz Rosario Ruana Silva Gracia, irmã de Guilherme Salomão. “Também não sabemos quando ele poderá operar a mão. Quase uma semana depois do acidente, outro médico pediu para reavaliar o pulso, fez nova radiografia e descobriu mais uma fratura no dedo”.

<strong>Guilherme Salomão fraturou a face e o punho em acidente de moto. Foto: Rosario Ruana Silva Gracia/Arquivo Pessoal</strong>

Guilherme Salomão fraturou a face e o punho em acidente de moto. Foto: Rosario Ruana Silva Gracia/Arquivo Pessoal


Questionada pelo #blogVencerLimites, a Secretaria de Estado da Saúde afirmou que, por não se tratar de uma caso com risco de morte, é possível aguardar pela vaga na Cross. “A central da Baixada Santista tem atendido todas as solicitações para o paciente Guilherme Ricardo da Silva Salomão. Recebeu o pedido para encaminhamento a uma unidade de referência para cirurgia de mão e imediatamente iniciou o processo de busca de vaga”.

De acordo com nota enviada por e-mail, após a avaliação de Guilherme Salomão por especialista em bucomaxilo no Hospital Guilherme Álvaro, foi informado à família que ele será operado conforme agenda do centro cirúrgico, quando houver materiais corretos para o procedimento.

“O material requerido para a cirurgia é específico e o hospital já iniciou a compra. O paciente será avisado sobre a data da cirurgia tão logo ocorra a entrega do produto”, respondeu a secretaria. “Como qualquer unidade de saúde pública ou privada, o Hospital Guilherme Álvaro prioriza casos mais graves em que o paciente corre risco de morte. O caso em questão é eletivo. O paciente tem condições de aguardar pela programação cirúrgica”, conclui a nota.

<strong>Prontuário preenchido na central de saúde tem todas as informações sobre o paciente. Foto: Rosario Ruana Silva Gracia/Arquivo Pessoal</strong>

Prontuário preenchido na central de saúde tem todas as informações sobre o paciente. Foto: Rosario Ruana Silva Gracia/Arquivo Pessoal


A irmã do paciente criticou o posicionamento da secretaria estadual. “Infelizmente, esse é o sistema. Ele não corre risco de morrer, mas pode ter sequelas sim porque rompeu ligamento do punho, tem chance de perder os movimentos da mão direita e se tornar uma pessoa com deficiência. Sobre o rosto, há sequelas também”, afirmou Rosario Gracia.

Guilherme Salomão pratica Jiu-jitsu na Academia Corpy, em Bertioga, há quatro meses e, apesar de ser novato, já conquistou bons resultados. No último dia 29 de abril, ainda com 17 anos, obteve primeiro lugar na categoria pluma/adulto, na 4ª edição do Mundial Natural de Submission Fight (lutas sem quimono), em São Carlos, no interior paulista. O jovem também foi campeão sul-americano e obteve o 2º lugar no Paulista.


Quer receber as notícias do #blogVencerLimites pelo WhatsApp? Adicione (11) 97611-6558 aos contatos e mande a frase 'VencerLimitesWhatsApp'

Quer receber as notícias do #blogVencerLimites pelo WhatsApp? Adicione (11) 97611-6558 aos contatos e mande a frase ‘VencerLimitesWhatsApp’