Na vibração do samba

Na vibração do samba

Vanessa Tachibana é surda e foi pela primeira vez ao sambódromo de São Paulo acompanhar os desfiles do grupo especial. "Fiquei hornada e inspirada, me senti inclusa, pude cantar igual a todos". Consultora de imagem, ela usa o Instagram para dar orientações de 'personal stylist' em Libras. "Criei esse canal para ajudar as pessoas a encontrarem seu perfil e descobrirem a felicidade do dia a dia".

Luiz Alexandre Souza Ventura

27 de fevereiro de 2020 | 10h59


Ouça essa reportagem com Audima no player acima ou acompanhe a tradução em Libras com Hand Talk no botão azul à esquerda.


Descrição da imagem #pracegover: Vanessa Tachibana, de 39 anos, está no sambódromo do Anhembi, em São Paulo, apoiada no alambrado, de costas para a pista. Ela tem cabelos lisos e claros, cortados na altura dos ombros, veste a camisa do projeto ‘Samba com as Mãos’ e uma saia brilhante colada ao corpo, carrega uma pequena bolsa rosa com a alça cruzada da direita para a esquerda, tem pele morena, está maquiada, sorri e olha para a câmera. Crédito: Arquivo Pessoal.


A primeira visita ao sambódromo para acompanhar os desfiles do grupo especial é uma experiência poderosa. Presenciar a grandiosidade das escolas, sentir a força da bateria e cantar o enredo com a multidão são vivências marcantes.

Para a consultora de imagem Vanessa Tachibana, de 39 anos, foi uma honra e uma inspiração. Ela esteve no Anhembi, em São Paulo, na primeira noite do Carnaval. “Me senti inclusa, pude cantar igual ao outros, fiquei super feliz, como não ficava há muito tempo”, diz Vanessa, que é surda e foi uma das convidadas do projeto ‘Samba com as Mãos’, da Prefeitura de São Paulo, coordenado pela Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência (SMPED).

Ela sempre assistiu aos desfiles na TV e celebrou a oportunidade com o registro no Instagram durante o desfile da Tom Maior. “A música homenageia o povo negro e destaca sua importância no desenvolvimento do Brasil”.

É também pelo Instagram, no perfil Look em Libras, que Vanessa atua como ‘personal stylist’ e presta consultoria de imagem à comunidade surda, com fotos que destacam roupas femininas e, claro, vídeos na Língua Brasileira de Sinais.

“Criei meu canal para motivar a comunidade surda, com frases inspiradoras, que faço a interpretação em Libras, e montando looks para ajudar as pessoas e encontrarem seu perfil adequado e sua felicidade do dia a dia”, explica.

Acessibilidade – Vanessa não é do tipo que faz críticas severas à ausência de recursos acessíveis nos espaços públicos, na TV e na Internet, mas a consultora sabe onde estão as falhas e as conquistas.

“Assisto TV na parte da amanhã, vejo a BAND, que tem intérprete de Libras. Gosto também da TV Cultura, que tem mais ferramentas acessibilidade”.

A consultora aprova o uso de tradutores de Libras automáticos na Internet, como o Hand Talk. “É uma ferramenta super útil, seria bom se todos os sites tivessem porque cria um padrão e ajuda muito quando não tem intérprete disponível, em locais distantes, é uma ferramenta importante para a comunidade surda”.

Para receber nossas notícias direto em seu smartphone, basta incluir o número (11) 97611-6558 nos contatos e mandar a frase ‘VencerLimites’ pelo Whatsapp. VencerLimites.com.br é um espaço de notícias sobre o universo das pessoas com deficiência integrado ao portal Estadão. Nosso conteúdo também está acessível em Libras, com a solução Hand Talk, e áudio, com a ferramenta Audima. Todas as informações publicadas no blog, nas nossas redes sociais e enviadas pelo Whatsapp são verdadeiras, produzidas e divulgadas após checagem e comprovação. Compartilhe apenas informação de qualidade e jamais fortaleça as ‘fake news’. Se tiver dúvidas, verifique.


Mande mensagem, crítica ou sugestão para blogVencerLimites@gmail.com

Acompanhe o #blogVencerLimites nas redes sociais

Facebook Twitter Instagram LinkedIn YouTube


Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: