Para as crianças

Para as crianças

Atividades em São Paulo para o público infantil, com Libras e audiodescrição, têm participação de Toquinho e Emicida.

Luiz Alexandre Souza Ventura

10 Outubro 2014 | 13h41

Curta Facebook.com/VencerLimites
Siga @LexVentura
Mande mensagem para blogvencerlimites@gmail.com
O que você precisa saber sobre pessoas com deficiência

Fotos: Reprodução

Música, teatro, circo e muitas histórias com tradução para Libras e audiodescrição. A cidade de São Paulo está cheia de opções para as crianças neste fim de semana.

Neste sábado, 11, a partir das 17h, no palco externo do Auditório do Ibirapuera, o rapper Emicida narra a história ‘Pedro e o Lobo’, musicalizada pela Orquestra Experimental de Repertório. Composta por Sergei Prokofiev em 1936, a obra infantil é contada por meio da música e apresenta as sonoridades dos diversos instrumentos. Cada personagem da história (Pedro, o lobo, o avô, o passarinho, o pato – ou pata, em algumas versões -, o gato e os caçadores) é representada por um instrumento diferente.

Também no sábado, no Centro de Formação Cultural de Cidade Tiradentes, as atividades começam às 10h. São seis apresentações, todas com recursos de acessibilidade.
10h – Narrativa Colaborativa: para viver o tempo presente
11h – De onde o Sol se esconde – histórias do Japão
12h – Água
13h – Drive Thru Infantil
14h – João e Maria
15h – Cirandando no Quintal

No domingo, às 17h, o palco externo do Auditório do Ibirapuera recebe novamente a Orquestra Experimental de Repertório, que será acompanhada pelo músico Toquinho.

As atividades são organizadas pelo Circuito São Paulo de Cultura, programa da Secretaria Municipal de Cultura, em parceria com a São Paulo Carinhosa e apoio da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida, por meio do plano São Paulo Mais Inclusiva.

Na Semana Senac de Inclusão e Diversidade, que termina neste sábado, palestras e atividades têm audiodescrição e Libras, produzidos pela Iguale. Um dos destaques é a exposição ‘O Sorriso da Borboleta’, com dispositivos de MP3 e fones de ouvido, para que pessoas com deficiência visual conheçam os detalhes e a proposta do túnel sensorial criado pelo artista Ca Cau.

A proposta é promover momentos de sensibilização e diálogo sobre capacidades, vulnerabilidades e oportunidades em diferentes grupos sociais minoritários, para influenciar na construção de valores e atitudes favoráveis, em uma sociedade possível a todos, com base na convivência harmoniosa e no respeito às diferenças.

Imagem: Reprodução