Pessoas com deficiência não sabem como comprar carro com isenção, diz pesquisa

Pessoas com deficiência não sabem como comprar carro com isenção, diz pesquisa

Estudo da Webmotors mostra que consumidores com deficiência desconhecem as regras, mas estão cientes do benefício. Baixa oferta de modelos específicos, falta de atenção e prazo de entrega muito longo são barreiras apontadas.

Luiz Alexandre Souza Ventura

03 de dezembro de 2021 | 10h37

Foto de uma vaga reservada para pessoas com deficiência em um estacionamento aberto.

Estudo é inédito, diz gerente da Webmotors. Crédito: blog Vencer Limites.


Um levantamento da plataforma Webmotors mostra que a maioria das pessoas com deficiência conhece o benefício que garante isenção de impostos como IPI, ICMS e IPVA na compra de um carro, mas não sabe quais são as regras para adquirir um veículo nesse modelo.

Na pesquisa feita entre 4 e 6 de abril, com 3.808 entrevistados, 55% afirmaram desconhecer as regras para a compra do veículo na condição de pessoa com deficiência, mas 70% disseram ter ciência do benefício.

“Esse é um estudo inédito. O motivo de termos escolhido esse tema é uma junção de dois fatores: o primeiro foi a mudança que o País adotou sobre as novas regras para a compra de carro por pessoas com deficiência, incluindo novas necessidades, e também o aumento do teto para R$ 140 mil, o que possibilitou que os consumidores tivessem uma maior variedade na hora da compra”, explica Giovanna Miranda, gerente de marketing da Webmotors.

“Do nosso lado, praticamos uma escuta ativa dos nossos clientes e o objetivo era entender quais os principais desafios e o que sentem falta nesse processo para que pudéssemos criar estratégias para melhorar ainda mais a experiência desses consumidores”, diz a gerente.

Entre as dificuldades apresentadas pelo público entrevistado, a baixa oferta de veículos específicos é a principal barreira, a pouca diversidade de modelos, a falta de atenção nas lojas, a ausência desse tipo de filtro nos websites de classificados, além do prazo de entrega muito longo e o desconhecimento sobre a documentação necessária.

“Temos um filtro específico para modelos voltado às pessoas com deficiência em nosso aplicativo, com quase dois mil veículos”, comenta Giovanna Miranda.

Nesta quarta-feira, 1/12, a Câmara aprovou o Projeto de Lei nº 5.149/2021, de autoria da senadora Mara Gabrilli (PSDB-SP), que prorroga até dezembro de 2026 a isenção do IPI (imposto federal) para a compra de carro novo por pessoas com deficiência, inclui pessoas com deficiência auditiva na isenção e eleva o teto para R$ 200 mil.

No que diz respeito à isenção de ICMS (imposto estadual), cada governo estadual pode definir regras específicas, mas o Conselho Nacional Fazendário (CONFAZ) tem protelado a decisão sobre o valor máximo do veículo que terá desconto.

“Em 2021, a Webmotors registrou um crescimento de mais de 8% no estoque de veículos voltados às pessoas com deficiência, na comparação com o ano anterior. O número de propostas enviadas cresceu 59%”, ressalta a gerente da plataforma.

A Webmotors tem um canal de notícias, o WM1, onde publica reviews de modelos de veículos, informações sobre mudança nas regras de compra e outros temas.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.