Pincelando com a boca e os pés

Pincelando com a boca e os pés

Luiz Alexandre Souza Ventura

28 de abril de 2014 | 10h47

Maria Goret Chagas é mineira de Delfinópolis e, aos 10 anos, foi morar em Franca, no interior de SP. Formada em Letras e Educação Artística, é professora, palestrante e escritora. Tem movimentos limitados nos braços desde o nascimento por causa de uma paralisia cerebral.

O trabalho desta artista plástica está em cartaz até esta quarta-feira, 30, no Memorial da Inclusão, em São Paulo, na exposição ‘Viver com Arte, pincelando com a boca e os pés’.

São 28 trabalhos, com paisagens florais e motivos natalinos. “As telas acrílicas e a óleo mostram meu estilo. Algumas são reproduções de obras expostas no exterior”, diz a artista. Todos os quadros são acompanhadas por audiodescrição, gravada por Goret, e texto em Braille.

O Memorial da Inclusão fica na Avenida Auro Soares de Moura Andrade, nº 564, dentro do Memorial da América Latina, na Barra Funda, zona oeste de São Paulo. A exposição fica em cartaz até esta quarta-feira na sede da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, no portão 10.

Curta Facebook.com/VencerLimites
Siga @LexVentura
Mande mensagem para blogvencerlimites@gmail.com
O que você precisa saber sobre pessoas com deficiência

Tudo o que sabemos sobre:

Maria Goret Chagas

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: