Prancha de surf para pessoas com deficiência

Prancha de surf para pessoas com deficiência

Equipamento criado em Santos, litoral de São Paulo, faz parte de um projeto que é exemplo de inclusão e acessibilidade.

Luiz Alexandre Souza Ventura

03 de novembro de 2014 | 11h42

Curta Facebook.com/VencerLimites
Siga @LexVentura
Mande mensagem para blogvencerlimites@gmail.com
O que você precisa saber sobre pessoas com deficiência

Foto: Raimundo Rosa/Prefeitura Municipal de Santos

Foto: Raimundo Rosa/Prefeitura Municipal de Santos

A Escola Radical de Surf, em Santos, litoral sul de São Paulo, tem um histórico muito positivo na integração de seus alunos e, também, no desenvolvimento de mecanismos que garantam o acesso de todos ao esporte. A mais recente criação do grupo coordenado pelo professor Cisco Araña é uma prancha multifuncional para pessoas com deficiência. O equipamento foi projetado a partir da experiência com alunos com paralisia cerebral, tetraplégicos, com deficiência visual, Síndrome de Down, autismo, etc.

A prancha tem módulos removíveis, construídos em material flexível e anti-impacto, para encaixe anatômico e mais seguro. “É uma evolução da prancha desenvolvida em 2007, para pessoas com deficiência visual, que faz parte do projeto ‘Sonhando Sobre as Ondas’. Apesar de excelente, aquele equipamento se mostrou limitado para outras caracteríticas”, diz Cisco Araña.

Aulas – O Núcleo de Terapia com Pranchas de Surf Adaptadas para Pessoas com Deficiência oferece aulas às segundas-feiras. A Escola Radical de Surf tem dez professores, que ministram aulas de surf e body board, em frente ao Posto 2, na Avenida Presidente Wilson, s/nº, no bairro da Pompéia.

Foto: Raimundo Rosa/Prefeitura Municipal de Santos

Foto: Raimundo Rosa/Prefeitura Municipal de Santos

Tudo o que sabemos sobre:

AcessibilidadeEsporteInclusãoSurf

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: