Que tal pegar uma trilha?

Que tal pegar uma trilha?

Veja lista com parques e unidades de conservação inclusivas em SP. Passeios são feitos com monitores especializados e cadeira criada para atravessar áreas de difícil acesso.

Luiz Alexandre Souza Ventura

10 de janeiro de 2022 | 13h54

Foto de Juliana e Guilherme, criadores da cadeira Julietti. Ela está sentada na cadeira e ele está em pé ao lado. Ao fundo, uma formação rochosa.

Ao menos 15 parques terão três cadeiras específicas. Crédito: Divulgação / Montanha Para Todos.


Pessoas com deficiência que têm interesse em conhecer parques ou unidades de conservação podem participar de passeios e atravessar trilhas em vários locais em SP. Uma lista elaborada pela Fundação Florestal mostra todos os espaços estaduais inclusivos.

Os passeios são feitos com acompanhamento de monitores especializados e uma cadeira criada especificamente para uso em áreas de difícil acesso.

Estão na relação os parques do Jaraguá, Serra do Mar, Ilha do Cardoso, Nascentes do Paranapanema, Caverna do Diabo, Prelado, Ilha Bela, Campina do Encantado, Furnas do Bom Jesus, Itinguçu, Rio Turvo, Vassununga, Carlos Botelho, Morro do Diabo e Ilha Anchieta.

Essas unidades já contam com três cadeiras do modelo ‘Julietti’, desenvolvida pela Montanha Para Todos.

Todas as informações sobre os parques estão na página ingressosparquespaulistas.com.br.

A venda ou reserva de ingressos é feito pelo email ingressoonline@fflorestal.sp.gov.br.

O trabalho faz parte do projeto Trilha Acessível, que integra o Programa Cidade Acessível, coordenado pela Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência. Os monitores são capacitados pela ONG Inclusão Radical.


Cadeira Julietti é feita em aço-carbono 1020, com pintura eletrostática poliéster, tem uma roda de 20 polegadas com aro aero e pneu de 20x1.75 cross, sistema de amortecimento da suspensão, cinto de segurança abdominal, assento anatômico em espuma injetada de 44x45cm, encosto em espuma injetada de 40x51cm e regulagem de inclinação, apoio para cabeça com altura e profundidade ajustáveis, apoio para pés com regulagem de altura e fivela, quatro hastes de sustentação em aço galvanizado e freio estacionário. É desmontável e cabe no porta-malas do carro.

Cadeira Julietti é feita em aço-carbono 1020, com pintura eletrostática poliéster, tem uma roda de 20 polegadas com aro aero e pneu de 20×1.75 cross, sistema de amortecimento da suspensão, cinto de segurança abdominal, assento anatômico em espuma injetada de 44x45cm, encosto em espuma injetada de 40x51cm e regulagem de inclinação, apoio para cabeça com altura e profundidade ajustáveis, apoio para pés com regulagem de altura e fivela, quatro hastes de sustentação em aço galvanizado e freio estacionário. É desmontável e cabe no porta-malas do carro. Crédito: Divulgação / Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência.


Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.