Rio vai ganhar dez espaços públicos de atividade física para pessoas com deficiência

Rio vai ganhar dez espaços públicos de atividade física para pessoas com deficiência

Projeto foi idealizado e patrocinado pela Sadia. Equipamentos criados a partir das avaliações de atletas com deficiência foram instalados em locais estratégicos. Primeira estação já está aberta, em frente ao Estádio do Maracanã.

Luiz Alexandre Souza Ventura

19 Maio 2016 | 16h44

———-

A cidade do Rio de Janeiro vai ganhar dez espaços para pessoas com deficiência praticarem exercícios ao ar livre. São estações de 27 metros quadrados com equipamentos criados a partir de sugestões e avaliações de atletas com deficiência, instaladas em pontos estratégicos da cidade.

Idealizado e patrocinado pela Sadia, com apoio da Prefeitura do Rio de Janeiro, o projeto foi apresentado nesta quinta-feira, 19, em frente ao Estádio do Maracanã, na esquina da Rua Professor Eurico Rabello com a Avenida Professor Manuel de Abreu, ao lado da ciclovia, onde já está funcionando a primeira estação.

As estações projetadas pela Mude (Mobiliários Urbanos Desportivos) poderão ser usadas gratuitamente nos endereços abaixo.

Estação Barra
– Praça São Perpétuo (conhecida como Praça do Ó), altura do Posto 3 da Praia da Barra

Estação Barra Olímpica
– Avenida Embaixador Abelardo Bueno, esquina com a Avenida Imperatriz Leopoldina

Estação Deodoro
– Avenida Duque de Caxias, altura do número 1965

Estação Leblon
– Praça Antero de Quental, próximo à Avenida General San Martin

Estação Parque Madureira
– Rua Parque Madureira

Estação Nilton Santos (Engenhão)
Estádio Nilton Santos (Engenhão), próximo à Rua Arquias Cordeiro (entrada Ala Sul)

Estação Maracanã 1
– Avenida Maracanã, altura da Rua Mata Machado, próximo ao Parque Aquático Júlio Delamare

Estação Maracanã 2
– Rua Professor Eurico Rabello, esquina com Avenida Professor Manuel de Abreu

Estação Aterro do Flamengo 1
– Avenida Infante Dom Henrique, próximo ao Espaço Cultural do Monumento Estácio de Sá

Estação Aterro do Flamengo 2
– Avenida Infante Dom Henrique

“O foco dessa iniciativa é proporcionar maior integração entre pessoas que gostam de praticar alguma atividade física”, explica Liz Nery, gerente de consumer connection da Sadia, marca apoiadora dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos.

Projeto foi idealizado e patrocinado pela Sadia. Foto: blog Vencer Limites

Projeto foi idealizado e patrocinado pela Sadia. Foto: blog Vencer Limites

Criados principalmente para cadeirantes, mas que podem ser usados por todas as pessoas, os espaços têm paralelas, barras fixas, bicicleta de mão e outras variações.

O surfista Andrezinho Carioca participou da elaboração dos equipamentos. Segundo ele, um dos principais pontos é a segurança do usuário, por isso, além de altura das barras, que respeita a distância do cadeirante em relação ao solo, foram instaladas faixas que ajudam a fixar as mãos.

Um detalhe fundamental é que o projeto segue as regras da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) 9050, que contém todas as especificações para construções com acessibilidade. Ainda há muitos projetos que esquecem dessa norma, embora o acesso a esse conteúdo seja livre e fácil.

O blog Vencer Limites visitou a estação Maracanã 2 nesta quinta-feira, 19, a convite da Sadia.

———-

Mais conteúdo sobre:

Atletas com DeficiênciaSadia