Robôs ajudam na reabilitação de pessoas com deficiência na rede municipal de São Paulo

Robôs ajudam na reabilitação de pessoas com deficiência na rede municipal de São Paulo

Secretaria da Pessoa com Deficiência pagou R$ 500 mil em dois equipamentos usados na recuperação funcional de membros superiores, no tratamento de quem passou por cirurgia, enfrenta condições neurológicas, sofreu lesão ou AVC. Dispositivos foram entregues nos centros especializados de São Miguel Paulista e M’Boi Mirim, integrados à Secretaria da Saúde.

Luiz Alexandre Souza Ventura

02 de julho de 2020 | 15h55


Ouça essa reportagem com Audima no player acima ou acompanhe a tradução em Libras com Hand Talk no botão azul à esquerda.


Descrição da imagem #pracegover: Mulher com deficiência na mão esquerda usa o robô de reabilitação por meio de uma peça ligada ao equipamento enquanto acompanha as orientações em um monitor digital. Crédito: Divulgação / José Melo / SECOM / Prefeitura de São Paulo.


Dois robôs comprados pela Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência de São Paulo (SMPED) serão usados nos Centros Especializados em Reabilitação (CER), da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), em São Miguel Paulista e M’Boi Mirim, nas regiões leste e sul da cidade. Cada equipamento custou R$ 250 mil.

“Temos convicção de que o investimento em tecnologia assistiva é o caminho para mudar a vida das pessoas com deficiência. Investimos na compra de equipamentos para alunos da rede municipal de ensino e servidores municipais. Com a compra dos robôs, vamos ajudar a solucionar uma demanda antiga da área da saúde, proporcionando uma reabilitação mais rápida e eficiente”, diz o secretário municipal da Pessoa com Deficiência, Cid Torquato.

____________________________________________

____________________________________________

“Estudos reforçam a eficácia do uso das tecnologias de robótica para melhora funcional de membros superiores”, destaca a SMPED.

De acordo com a secretaria, a reabilitação com robôs maximiza a função residual de um paciente submetido a cirurgia, que teve lesão ou doença no membro superior, como pessoas que sofreram AVCs (Acidente Vascular Cerebral).

A tecnologia foi desenvolvida pela empresa VIVAX. Os dispositivos gravam informações como posição, trajetória, força, velocidade e exploraram o desempenho motor durante os movimentos guiando o membro do paciente.

O equipamento auxilia o fortalecimento muscular, sensorial, coordenação motora, velocidade de movimento, permite aumentar de forma gradual os movimentos, auxiliando na melhoria dos parâmetros ao longo da reabilitação.

____________________________________________

____________________________________________

“A rede de cuidados à pessoa com deficiência tem a finalidade de ampliar o acesso, qualificar o atendimento, articular e integrar os serviços de saúde, da atenção básica, especializada e hospitalar, de forma a garantir a integralidade do cuidado às pessoas com deficiência temporária ou permanente, progressiva, regressiva ou estável, intermitente ou contínua”, esclarece Torquato.

Endereços – O CER IV – M’Boi Mirim fica na Avenida Alexandrina Malisano de Lima, n° 601, no Jardim Herculano. E o CER IV – São Miguel, fica na Rua Professor Antônio Gama de Cerqueira, n° 347, na Vila Americana.

Os CERs integram as diversas modalidades de reabilitação física, auditiva, intelectual e visual e realizam diagnóstico, tratamento, concessão, adaptação e manutenção de tecnologia assistiva. Têm equipes compostas por médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, psicólogos, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos e outros especialistas.

A cidade de São Paulo tem 33 unidades, 30 com atendimento à população com deficiência física.

____________________________________________

Para receber as reportagens do #blogVencerLimites no Whatsapp, mande ‘VENCER LIMITES’ para +5511976116558 e inclua o número nos seus contatos. Se quiser receber no Telegram, acesse t.me/blogVencerLimites.

VencerLimites.com.br é um espaço de notícias sobre o universo das pessoas com deficiência integrado ao portal Estadão. Nosso conteúdo também está acessível em Libras, com a solução Hand Talk, e áudio, com a ferramenta Audima.

Todas as informações publicadas no blog, nas nossas redes sociais, enviadas pelo Whatsapp ou Telegram são produzidas e publicadas após checagem e comprovação. Compartilhe apenas informação de qualidade e jamais fortaleça as ‘fake news’. Se tiver dúvidas, verifique.

Mande mensagem, crítica ou sugestão para blogVencerLimites@gmail.com. E acompanhe o #blogVencerLimites nas redes sociais:
Facebook.com/VencerLimites
Twitter.com/VencerLimitesBR
Instagram.com/blogVencerLimites

____________________________________________

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: