“Ser cego não pode te impedir de ser bem-sucedido”

“Ser cego não pode te impedir de ser bem-sucedido”

Ronald Dlamini foi o primeiro negro campeão de MMA na África do Sul. Perdeu a visão após uma meningite e hoje ensina técnicas de defesa pessoal a outros cegos. "Você precisa se concentrar no que você pode fazer", diz o professor.

Luiz Alexandre Souza Ventura

03 Março 2018 | 10h49

IMAGEM 01: Ronald Dlamini foi o primeiro negro campeão de MMA na África do Sul. Perdeu a visão após uma meningite e hoje ensina técnicas de defesa pessoal a outros cegos.

IMAGEM 01: Ronald Dlamini foi o primeiro negro campeão de MMA na África do Sul. Perdeu a visão após uma meningite e hoje ensina técnicas de defesa pessoal a outros cegos. “Você precisa se concentrar no que você pode fazer”, diz o professor. Legenda para cego ver: No primeiro plano, homem negro de frente para a câmera. Ele está sem camisa, com as duas mãos apoiadas nas cordas vermelhas de um ringue de luta. Crédito da foto: Reprodução.


“Quando você é cego, se concentra no que consegue ouvir, cheirar e tocar”, diz Ronald Dlamini, ex-lutador de MMA (artes marciais mistas ou mixed martial arts). Por seu estilo ágil e letal, ganhou o codinome ‘Mamba Negra’, referência a uma das cobras mais rápidas do mundo.

Em 2009, Dlamini se tornou o primeiro negro campeão do esporte na história da África do Sul. Três anos depois, após mais uma vitória, dessa vez na Nova Zelândia, foi levado para o hospital com fortes dores na cabeça.

Entrou em coma, provocado por uma meningite. Acordou dez dias depois. Estava cego.

“Perdi a cabeça. Não sabia mais quem eu era. Joguei a culpa em Deus. Chorava muito por causa do que estava acontecendo”, disse o lutador em entrevista à BBC.


IMAGEM 02: Clique na foto para abrir o vídeo. Crédito: Reprodução

IMAGEM 02: Clique na foto para abrir o vídeo. Crédito: Reprodução


Ele decidiu ingressar na faculdade e escolheu o curso de Transporte e Logística, mas foram os contatos com outros cegos e suas histórias sobre violência, roubos e estupros que modificaram realmente a vida do ex-campeão.

“Ajudar pessoas com deficiência visual a se defenderem se tornou meu objetivo. Pela respiração, você consegue saber quando seu oponente está cansado ou fraco. E os passos indicam onde está o adversário”, conta. “Quando há qualquer toque com o oponente, consigo saber onde está o outro lutador e como golpeá-lo”, explica. “MMA é perfeito para quem tem problemas de visão, porque é algo que envolve muito contato físico”, resume Ronald Dlamini.

Seus alunos relatam as constantes situações de violência que vivenciaram, com muitos assaltos e a perda de telefones e dinheiro. Alguns foram ameaçados por homens armados.

“Ser cego não pode te impedir de ser bem-sucedido. Você precisa se concentrar no que pode fazer, não no que não pode”, conclui o professor.

Quer receber as notícias do #blogVencerLimites pelo WhatsApp? Adicione (11) 97611-6558 aos contatos e mande a frase 'VencerLimitesWhatsApp'

Quer receber as notícias do #blogVencerLimites pelo WhatsApp? Adicione (11) 97611-6558 aos contatos e mande a frase ‘VencerLimitesWhatsApp’


Mande mensagem, crítica ou sugestão para blogVencerLimites@gmail.com

Acompanhe o #blogVencerLimites nas redes sociais

Facebook Twitter Instagram LinkedIn Google+ YouTube