SPTrans bloqueia bilhete único de mulher com deficiência por uso de máscara de proteção

AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

SPTrans bloqueia bilhete único de mulher com deficiência por uso de máscara de proteção

Rosângela Ribeiro mora em São Paulo e não consegue usar o cartão especial no transporte público desde 8 de maio. Família já abriu quatro chamados e pede solução. Procurada pelo #blogVencerLimites, a Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência questionou a SPTrans, que prometeu prioridade ao caso, com emissão de novo bilhete.

Luiz Alexandre Souza Ventura

13 de maio de 2020 | 12h05


Ouça essa reportagem com Audima no player acima ou acompanhe a tradução em Libras com Hand Talk no botão azul à esquerda.


Descrição da imagem #pracegover: Foto de Rosângela Ribeiro, registrada no dia 8 de maio pela câmera de um ônibus. Ela tem cabelos castanhos, compridos e cacheados, pele clara, usa máscara preta no rosto, cobrindo nariz e boca, veste casaco azul e tem uma bolsa pendurada no ombro direito. Crédito: Reprodução.


A costureira Rosângela Gonçalves Ribeiro, de 48 anos, moradora de Pirituba, na zona noroeste de São Paulo, está impedida de usar o Bilhete Único Especial desde o dia 8 de maio.
O cartão, que é permanente, foi bloqueado pela SPTrans porque a usuária estava com uma máscara de proteção sobre o rosto quando passou pela catraca do ônibus (Linha 9015 Vila Zatt). O momento foi registrado pela câmera de vigilância do veículo.

“Desde então, tenho aberto chamados na SPTrans. Informam que está bloqueado por uso indevido e enviaram a foto para comprovar”, diz Rogério Ribeiro, irmão de Rosângela. A família da costureira já abriu quatro chamados, o último nesta terça-feira, 12.

“A SPTrans mandou e-mail com o resultado e com a imagem, para confirmar se seria ela mesma na foto. E pediram para responder por e-mail, sendo que o email é ‘naoresponda@sptrans’. Vai entender. E aí você abre outro chamado para responder. No telefone 156, pedem para fazer pelo site. Não temos suporte de ninguém”, desabafa Rogério Ribeiro.

O Bilhete Único Especial é concedido a pessoas com deficiência e garante passagem gratuita no transporte público. Rosângela teve paralisia infantil (poliomielite), com sequelas no pé esquerdo.

A costureira trabalha em uma empresa no Piqueri, na zona norte, e pega diariamente quatro ônibus. Está gastando R$ 8,80 por dia porque usa o sistema de integração, que permite a baldeação sem cobrança de nova passagem.

Com a pandemia do coronavírus e as medidas de isolamento social contra proliferação da covid-19, Rosângela ficou em casa durante duas semanas, em março, mas a empresa retomou as atividades no começo de abril, quando a costureira voltou ao trabalho, que não foi mais interrompido.


Descrição da imagem #pracegover: Cartão do Bilhete Único Especial permanente de Rosângela Ribeiro. Crédito: Reprodução.


Descrição da imagem #pracegover: Cópia das telas dos chamados feitos pela família de Rosângela Ribeiro à SPTrans. Crédito: Reprodução.


O uso de máscara é uma determinação da Prefeitura de São Paulo e também do governo paulista, faz parte das medidas de prevenção à contaminação. De acordo com dados oficiais, SP registrou, até 12 de maio, 3.949 mortes por coronavírus e 47.719 casos confirmados de covid-19.

Respostas – Questionada pelo #blogVencerLimites, a Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência (SMPED) afirma que, assim que soube do caso, entrou em contato com a SPTrans para entender a situação.

“A SPTrans respondeu que, com a nova determinação para uso de máscaras em transporte público, sua equipe técnica, assim que identificou que esse problema poderia ocorrer, tomou providências e orientou a todos os envolvidos para que bloqueios não ocorressem por esse motivo”, diz a SMPED.

“No caso da munícipe em questão, a equipe da SPTrans prometeu prioridade na averiguação para solucionar o problema. A munícipe receberá novo cartão e a SPTrans vai entrar em contato para achar a forma mais rápida de entregar o novo bilhete. O caso serviu também para reforçar às equipes que esse tipo de problema não pode ocorrer”, destacou a Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência.

“O sistema evita fraudes e, com essa nova determinação do governo, alternativas precisam ser encontradas. A Prefeitura de São Paulo continua trabalhando para encontrar as melhores soluções durante a pandemia”, completou a SMPED.


LEIA TAMBÉM:

Bilhete único para pessoas com deficiência NÃO será bloqueado

Acompanhe as notícias sobre a pandemia do coronavírus em tempo real


Para receber nossas notícias direto em seu smartphone, basta incluir o número (11) 97611-6558 nos contatos e mandar a frase ‘VencerLimites’ pelo Whatsapp. VencerLimites.com.br é um espaço de notícias sobre o universo das pessoas com deficiência integrado ao portal Estadão. Nosso conteúdo também está acessível em Libras, com a solução Hand Talk, e áudio, com a ferramenta Audima. Todas as informações publicadas no blog, nas nossas redes sociais e enviadas pelo Whatsapp são verdadeiras, produzidas e divulgadas após checagem e comprovação. Compartilhe apenas informação de qualidade e jamais fortaleça as ‘fake news’. Se tiver dúvidas, verifique.


Mande mensagem, crítica ou sugestão para blogVencerLimites@gmail.com

Acompanhe o #blogVencerLimites nas redes sociais

Facebook Twitter Instagram LinkedIn YouTube


Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: