Teatro para todos os ouvidos

Teatro para todos os ouvidos

Samsung coloca legendas em óculos de realidade virtual para promover a inclusão de pessoas com deficiência auditiva fluentes em língua portuguesa, criando uma alternativa à interpretação em Libras. Espetáculo 'O Pai', em cartaz na capital paulista, tem demonstração neste mês. Meta é permitir ao espectador acompanhar a peça sem distrações, de forma única e privativa.

Luiz Alexandre Souza Ventura

07 Julho 2017 | 08h56

PRÊMIO COMUNIQUE-SE ? Vote em ‘Vencer Limites’ como melhor blog ??


Projeto usa óculos de realidade virtual para levar legendas ao espetáculo. Imagem: Reprodução

Projeto usa óculos de realidade virtual para levar legendas ao espetáculo. Imagem: Reprodução


O aumento dos recursos de acessibilidade em peças de teatro é uma conquista para as pessoas com deficiência. Audiodescrição, legendas e Libras (Língua Brasileira de Sinais) são incorporados aos espetáculos, mas o avanço da tecnologia acrescenta possibilidades, proporciona conforto e aprimora a qualidade da experiência naquele ambiente.

Neste mês (dias 7, 14, 21 e 28), nas apresentações da peça ‘O Pai’, em cartaz no Teatro Fernando Torres, em São Paulo, uma ferramenta da Samsung vai modificar essa vivência ao ampliar ainda mais o acesso de pessoas com deficiência auditiva, fluentes na língua portuguesa e que buscam alternativas à interpretação em Libras.

Meta é permitir ao público concentrar atenção aos detalhes do cenário, figurino e à própria legenda. Imagem: Reprodução

Meta é permitir ao público concentrar atenção aos detalhes do cenário, figurino e à própria legenda. Imagem: Reprodução


O projeto ‘Teatro para Todos os Ouvidos’, desenvolvido pela empresa, usa os óculos de realidade virtual Samsung Gear VR para levar legendas ao espetáculo ao vivo. Espectadores com deficiência auditiva previamente selecionados vão receber gratuitamente um smartphone Samsung Galaxy S7, mais os óculos. A primeira fase foi promovida em maio, no teatro Frei Caneca.

“Quando unimos o teatro com a tecnologia, podemos mudar a vida das pessoas”, diz Andréa Mello, diretora de marketing corporativo da Samsung Brasil. “Foi uma premissa envolver no desenvolvimento desse projeto o público que queremos atingir de forma positiva. Dos testes iniciais até a implementação final, participaram pessoas com deficiência auditiva. Após as apresentações, elas são entrevistadas para verificar a percepção e aprimorar o trabalho”.

COMO FUNCIONA – Por meio de um smartphone e dos óculos de realidade virtual, o espectador olha diretamente para o palco e vê na tela do dispositivo, em tempo real, a legenda em português da fala dos atores, captada por microfone. A meta é permitir ao público concentrar atenção aos detalhes do cenário, figurino e à própria legenda.

A iniciativa tem parceria com a Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência (SMPED) de São Paulo, com dez pares de ingressos liberados para a pessoa com deficiência auditiva e um acompanhante. Para participar, é necessário solicitar a entrada à secretaria com antecedência.

Andréa Mello é diretora de marketing corporativo da Samsung Brasil. Imagem: Divulgação

Andréa Mello é diretora de marketing corporativo da Samsung Brasil. Imagem: Divulgação


O PAI – Vencedor do Prêmio Shell de Melhor Ator, o espetáculo é protagonizado por Fulvio Stefanini, que comemora 60 anos de carreira. Com autoria do francês Florian Zeller, retrata com requintado humor as vidas de um pai e de uma filha.

As transformações trazidas pelo tempo, idade e convivência familiar. Como interferem? É possível sorrir diante de quadros já tão delicados como a idade avançada, dúvidas, doenças, decisões familiares? Tudo é tratado de maneira poética, lúdica, romântica.

Fulvio Stefanini comemora 60 anos de carreira. Imagem: Divulgação

Fulvio Stefanini comemora 60 anos de carreira. Imagem: Divulgação


O texto mergulha no universo provável de um homem saudável cuja memória vacila. Nós sentimos as contradições dos fatos, a necessidade das repetições, a perda da lógica comum e as incompreensões e nossa razão fica também perdida.

Pouco a pouco, ninguém consegue distinguir o real da ficção, o verdadeiro do falso, o importante e o superficial e então nos encontramos nesse vazio mental sem nenhum ponto de apoio, sem nenhuma possibilidade de evitar esse movimento inexorável em direção à alienação. O norte da encenação é identificar a poesia de uma relação tão desgastada a partir de um problema aparentemente sem solução.

Consulte aqui a ficha técnica do espetáculo, classificação, preço dos ingressos e horários. O Teatro Fernando Torres fica na Rua Padre Estevão Pernet, nº 588, no Tatuapé, zona leste de São Paulo.

Quer receber as notícias do #blogVencerLimites pelo WhatsApp? Adicione (11) 97611-6558 aos contatos e mande a frase 'VencerLimitesWhatsApp'

Quer receber as notícias do #blogVencerLimites pelo WhatsApp? Adicione (11) 97611-6558 aos contatos e mande a frase ‘VencerLimitesWhatsApp’