TV Cultura exibe documentário com Audiodescrição, Libras e Voice Over

TV Cultura exibe documentário com Audiodescrição, Libras e Voice Over

Recursos de acessibilidade para pessoas com deficiências visual e auditiva foram produzidos pela Iguale.

Luiz Alexandre Souza Ventura

21 de novembro de 2014 | 15h53

Curta Facebook.com/VencerLimites
Siga @LexVentura
Mande mensagem para blogvencerlimites@gmail.com
O que você precisa saber sobre pessoas com deficiência

Descrição da foto de divulgação: Fotomontagem de divulgação do documentário 'E agora, José, Maria, João…?', na qual estão retratados muitos dos entrevistados em locais e momentos distintos. Algumas das pessoas têm deficiência, outras não. No canto inferior direito da imagem está a informação:

Descrição da foto de divulgação: Fotomontagem de divulgação do documentário ‘E agora, José, Maria, João…?’, na qual estão retratados muitos dos entrevistados em locais e momentos distintos. Algumas das pessoas têm deficiência, outras não. No canto inferior direito da imagem está a informação: “23 de Novembro, na TV Cultura, às 21 horas.” E os logotipos da VideoBase Filmes, Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Governo de São Paulo e TV Cultura. Abaixo estão os logotipos dos apoiadores: Instituto MetaSocial e Associação Carpe Diem.

‘E agora, José, Maria, João…?’, narra a dificuldade de uma família em garantir uma estrutura de qualidade para cuidar dos parentes com deficiência. Aborda a questão da moradia assistida no Brasil e mostra iniciativas na Holanda. O documentário será exibido neste domingo, às 21h, pela TV Cultura, com Audiodescrição, Libras e Voice Over, recursos de acessibilidade produzidos pela Iguale.

O filme tem produção da VideoBase Filmes, idealização e pesquisa do Instituto Meta Social e apoio da Associação Carpe Diem. Com 50 minutos de duração, o trabalho faz parte do concurso ‘Passa Lá Em Casa – A Moradia Assistida e a Autonomia Possível’, promovido pela Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SEDPcD) e a Fundação Padre Anchieta, que selecionou três obras audiovisuais inéditas do gênero documental, todos sobre a inclusão de pessoas com deficiência, abordando experiências de moradia assistida, preferencialmente públicas, contendo elementos relacionados à autonomia individual, inserção social, relação com a família, trabalho, remuneração e custeio das experiências expostas.

Voice over – Modalidade de TAV (Tradução Audiovisual) em que o áudio original é mantido em volume mais baixo, “sob” o áudio traduzido. É um processo bastante utilizado para a tradução de documentários e entrevistas, quando se julga importante manter o som original presente.

Audiodescrição – Modo de tradução audiovisual intersemiótica (do visual para o verbal), que consiste na técnica de narração realizada por um audiodescritor. Este profissional descreve com o máximo de detalhes tudo o que acontece nas cenas de uma obra audiovisual, sem os quais uma pessoa com deficiência visual não compreenderia. A audiodescrição interage de acordo com os espaços oferecidos entre os diálogos dos personagens, respeita o roteiro original, as intenções de pausas, ruídos sonoros e trilhas. Um recurso de acesso e autonomia às pessoas com deficiência visual e outros públicos na TV, em salas de cinema, teatro, óperas, dança, entre outras, que ganha cada vez mais espaço e importância nos mais diferentes eventos culturais, corporativos e sociais, em todo o Brasil.

Libras – Língua Brasileira de Sinais é uma língua de modalidade gestual visual. Realizada por um tradutor-intérprete é muito bem aplicada para eventos de diferentes naturezas. A Iguale também realiza a tradução, produção e inserção de janela de LIBRAS em produtos audiovisuais e culturais, gravada ou ao vivo.

Agenda
Filme: “E agora, José, Maria, João…?”
Data da exibição: 23 de novembro de 2014
Onde: TV Cultura
Horário: às 21h

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.