Universidades de SP têm apenas 0,4% de alunos com deficiência

Universidades de SP têm apenas 0,4% de alunos com deficiência

Base de Dados dos Direitos da Pessoa com Deficiência mostra que, de 3 milhões de estudantes matriculados em instituições públicas e privadas de cidades paulistas, 15 mil são pessoas com deficiência. Plataforma é atualizada pela Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência.

Luiz Alexandre Souza Ventura

02 de março de 2021 | 12h00

Use 26 recursos de acessibilidade digital com a solução da EqualWeb clicando no ícone redondo e flutuante à direita, ouça o texto completo com Audima no player acima, acione a tradução em Libras com Hand Talk no botão azul à esquerda ou acompanhe o vídeo no final da matéria produzido pela Helpvox com a interpretação na Língua Brasileira de Sinais.


Foto de um grande grupo de estudantes e professores na entrada do câmpus de Cubatão do Instituto Federal de São Paulo (IFSP). Crédito: Reprodução.

Descrição da imagem #pracegover: Foto de um grande grupo de estudantes e professores na entrada do câmpus de Cubatão do Instituto Federal de São Paulo (IFSP). Crédito: Reprodução.


Estudantes com deficiência são apenas 0,47% dos alunos matriculados em universidades públicas e privadas de SP. De acordo com a Base de Dados dos Direitos da Pessoa com Deficiência, atualizada pela Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SEDPcD), 3.336.004 alunos cursam ensino superior em municípios paulistas, mas somente 15.615 têm deficiências.

O maior percentual, 2,73%, está em Cubatão, na Baixada Santista, onde 28 estudantes têm deficiências. Na cidade de São Paulo, 1.759.178 alunos estão na faculdade, mas somente 9.359, o que equivale a 0,53%, são pessoas com deficiência.

Os dados abrangem as universidades instaladas em 135 municípios e reúnem números consolidados até 2019. Prevalece a deficiência física, com 37,39%, ou 5.839 alunos. O menor índice é de autistas, com apenas 200 estudantes (1,28%).

A Base de Dados dos Direitos da Pessoa com Deficiência reúne informações em um sistema de business intelligence. Os dados são organizados em áreas de educação, saúde, emprego e renda, desenvolvimento social e esporte, utilizados como instrumento para a indução de políticas públicas, construção de novas ações inclusivas.



Vídeo produzido por Helpvox com a versão da reportagem na Língua Brasileira de Sinais pela tradutora e intérprete Milena Silva.


Para receber as reportagens do #blogVencerLimites no Telegram, acesse t.me/blogVencerLimites.



Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.