Vitamina B1 e seus benefícios

Vitamina B1 e seus benefícios

Vital para o bom funcionamento do corpo humano, a Tiamina pode ser encontrada em diversos alimentos ou em suplementos. Consulte o médico antes de fazer uso de qualquer medicamento.

Luiz Alexandre Souza Ventura

25 Outubro 2014 | 11h21

Curta Facebook.com/VencerLimites
Siga @LexVentura
Mande mensagem para blogvencerlimites@gmail.com
O que você precisa saber sobre pessoas com deficiência

Ilustração 3D da molécula da Vitamina B1. Imagem: Reprodução

Integrante do complexo B de vitaminas solúveis em água, a B1 (tiamina) tem papel fundamental nos sistemas nervoso e cardiovascular do corpo humano. Ajuda na conversão de carboidratos em glicose, usada para produzir a energia necessária a várias funções do corpo. Seu sistema precisa da B1 para desfazer gorduras e proteínas, e também para manter o tónus muscular em toda a parede do trato digestivo, promover a saúde do sistema nervoso, pele, cabelos, olhos, boca e fígado, além de auxiliar o corpo a suportar o estresse.

As mais ricas fontes de vitamina B1 são a levedura e os fígados, mas a tiamina também é abundante na carne de porco, cereais integrais, centeio, gérmen de trigo, feijão, espargos, cogumelos, alface, espinafre, atum, ervilhas, sementes de girassol, tomate, couve de bruxelas, beringela, arroz integral, aveia, amendoim, castanha-do-pará e gema de ovo. É importante ressaltar que a vitamina B1 pode ser destruída quando os alimentos são excessivamente cozidos. Existem suplementos de Tiamina, mas você deve consultar o médico antes de começar a usar qualquer medicamento.

A falta de vitamina B1 pode ser observada em sintomas como letargia, irritabilidade, perda de memória, perda de sono ou apetite, perda de peso, indigestão ou prisão de ventre, além de sensibilidade muscular na panturillha (batata da perna).

A deficiência de vitamina B1 também é comum em alcoólatras, o que pode resultar na Síndrome de Wernicke-Korsakoff.

No casos mais graves, a deficiência de tiamina leva ao desenvolvimento de beribéri, caracterizada por perturbações nos nervos, coração e anormalidades cerebrais.

Beribéri seco – Pode envolver perturbações musculares e nervosas, sensação de formigamento nos dedos dos pés, ardor nos pés (especialmente à noite) cãibras nas pernas e atrofia muscular.

Beribéri úmido – Sintomas comuns podem incluir taquicardia, retenção de líquidos pulmonares, edemas nas pernas e hipotensão.

Beribéri infantil – Costuma surgir em crianças recém-nascidas de mulheres que já sofrem de deficiência da tiamina. Insuficiência cardíaca, perda de reflexos e afonia são alguns dos sintomas mais comuns.

Saiba mais sobre a Vitamina B1.

Mais conteúdo sobre:

Vitaminas