Viver sem voz

Viver sem voz

Associação de Câncer de Boca e Garganta completa cinco anos e compartilha história em vídeo. "Nosso trabalho permite que os sobreviventes se aceitem e se sintam parte da sociedade novamente", diz presidente. Instituição já atendeu centenas de pacientes em todo o País.

Luiz Alexandre Souza Ventura

19 de junho de 2020 | 10h12


Ouça essa reportagem com Audima no player acima ou acompanhe a tradução em Libras com Hand Talk no botão azul à esquerda.


Descrição da imagem #pracegover: Mulher de cabelos loiros e ondulados, pele e olhos claros, está sentada à mesa com um aparelho modulador de voz encostado no lado esquerdo do pescoço. Crédito: Divulgação.


“Queremos mostrar que a união por um propósito comum pode salvar vidas. Nosso trabalho permite que os sobreviventes de câncer de cabeça e pescoço se aceitem e se sintam parte da sociedade novamente”, diz Melissa Ribeiro, presidente voluntária da ACBG (Associação de Câncer de Boca e Garganta), também uma sobrevivente.

A instituição completou cinco anos nesta semana. Nasceu pelo esforço de pacientes que perderam a voz por causa do câncer de laringe e se uniram.

“Centenas já foram atendidos em todo o País com os programas e parcerias para reabilitação vocal e laringe eletrônica”, afirma Melissa.

“O paciente precisa saber que não está sozinho, que há outros como ele e existe uma organização que atua para transformar a vida dos pacientes de câncer de cabeça e pescoço”, destaca a presidente.

Para marcar a data, a associação lançou o vídeo ‘A voz do silêncio’, com versões em português, espanhol e inglês.



#AVozdoSilêncioACBG

Assim como se vão os amores e as estações do ano, nossa voz também pode nos deixar…Convidamos você a mergulhar na história de uma mulher que, por conta de um câncer de laringe, perdeu a voz. Tal procedimento salvou sua vida, porém provocou mutilações, tanto físicas como psicológicas. Como continuar vivendo a partir dali era a grande questão. Ela estava fragilizada, por perder sua identidade.Mas conseguiu dar a volta por cima enxergando outras pessoas parecidas com ela, unidas por um propósito maior através da ACBG Brasil, organização que trabalha em prol dos direitos dos pacientes de câncer de cabeça e pescoço. Ela viu uma possibilidade de mudança e se curou. Na ACBG, existe união, amor e cura. E é por isso essa pequena história nos remete a sua fundação através da união de pacientes acometidos pelo câncer. Há 5 anos, a Associação dá voz a quem não tem, entendendo como voz não só a função básica, mas o conjunto de direitos que tais pacientes devem ter acesso.Para saber mais sobre a organização, acesse o site: acbgbrasil.org

Publicado por Associação de Câncer de Boca e Garganta em Quarta-feira, 17 de junho de 2020




Para receber as reportagens do #blogVencerLimites no Whatsapp, mande ‘VENCER LIMITES’ para +5511976116558 e inclua o número nos seus contatos. Se quiser receber no Telegram, acesse t.me/blogVencerLimites.

VencerLimites.com.br é um espaço de notícias sobre o universo das pessoas com deficiência integrado ao portal Estadão. Nosso conteúdo também está acessível em Libras, com a solução Hand Talk, e áudio, com a ferramenta Audima.

Todas as informações publicadas no blog, nas nossas redes sociais, enviadas pelo Whatsapp ou Telegram são produzidas e publicadas após checagem e comprovação. Compartilhe apenas informação de qualidade e jamais fortaleça as ‘fake news’. Se tiver dúvidas, verifique.

Mande mensagem, crítica ou sugestão para blogVencerLimites@gmail.com. E acompanhe o #blogVencerLimites nas redes sociais:
Facebook.com/VencerLimites
Twitter.com/VencerLimitesBR
Instagram.com/blogVencerLimites



Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.