“Você pode até ganhar, mas continua aleijado”

“Você pode até ganhar, mas continua aleijado”

Justiça de Campo Mourão (PR) aciona apresentador de TV e emissora por comentários sobre pessoas com deficiência e as paralimpíadas. Promotoria quer pagamento de R$ 200 mil por danos morais coletivos.

Luiz Alexandre Souza Ventura

06 de maio de 2020 | 22h33


Ouça essa reportagem com Audima no player acima ou acompanhe a tradução em Libras com Hand Talk no botão azul à esquerda.


Descrição da imagem #pracegover: O apresentador Aldery Ribeiro está no estúdio da TV Carajás. Ele é branco, usa paletó escuro e camisa clara. Crédito: Reprodução.


A 3ª Promotoria de Justiça de Campo Mourão, no Paraná, ajuizou ação civil pública contra o apresentador Aldery Ribeiro, que comanda o programa ‘TV em Ação’ na TV Carajás, e também contra a emissora por danos morais coletivos às pessoas com deficiência.

O motivo da ação, que pede indenização de R$ 200 mil, valor a ser revertido ao Fundo Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, é um comentário feito pelo apresentador no programa que foi ao ar em 30 de abril.

Ribeiro falava sobre discussões nas redes sociais e usou os Jogos Paralímpicos para fazer uma analogia.

“Discutir em redes sociais é igual participar das Paraolimpíadas: você pode até ganhar, mas você continua deficiente, aleijado, com pouca visibilidade, e não é exaltado, aplaudido como os outros”, afirmou o apresentador.

A Promotoria também pede a retirada do vídeo da página da emissora (tvcarajas.tv.br).

Aldery Ribeiro e a TV Carajás ainda não se pronunciaram.

Crime – A Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (n° 13.146/2015) prevê pena de um a três anos de reclusão, além de multa, para quem (Art. 88) “Praticar, induzir ou incitar discriminação de pessoa em razão de sua deficiência”. E se esse crime for “cometido por intermédio de meios de comunicação social ou de publicação de qualquer natureza”, a pena sobe para dois a cinco anos de reclusão, e multa.



Para receber nossas notícias direto em seu smartphone, basta incluir o número (11) 97611-6558 nos contatos e mandar a frase ‘VencerLimites’ pelo Whatsapp. VencerLimites.com.br é um espaço de notícias sobre o universo das pessoas com deficiência integrado ao portal Estadão. Nosso conteúdo também está acessível em Libras, com a solução Hand Talk, e áudio, com a ferramenta Audima. Todas as informações publicadas no blog, nas nossas redes sociais e enviadas pelo Whatsapp são verdadeiras, produzidas e divulgadas após checagem e comprovação. Compartilhe apenas informação de qualidade e jamais fortaleça as ‘fake news’. Se tiver dúvidas, verifique.


Mande mensagem, crítica ou sugestão para blogVencerLimites@gmail.com

Acompanhe o #blogVencerLimites nas redes sociais

Facebook Twitter Instagram LinkedIn YouTube


Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.