1,4 milhão de lembranças na mudança de Lula

Cada carta, presente e momento do governo Lula foi catalogado e guardado no subsolo do Palácio do Planalto, um acervo que compõe 3 mil caixas de arquivo e que agora seguem viagem para São Paulo, onde farão parte do Instituto Lula.

, O Estado de S.Paulo

05 de dezembro de 2010 | 00h00

As polêmicas, as crises e a popularidade do governo refletem-se em números superlativos: foram 1.403.417 itens catalogados pelo DDH em oito anos. Entram aí 355.825 cartas, 287.152 mensagens eletrônicas, 9.697 fotos e vídeos, 9.027 livros, 8.511 presentes, 14.992 textos e bilhetes, e 718.213 material de campanhas feitas por movimentos civis.

Será preciso mobilizar 11 caminhões para transportar todo o material. Cláudio Rocha, chefe do DDH, é quem organiza o trabalho de fazer a mudança de tudo o que cuidadosamente catalogou, arquivou e preservou. "Só nesta semana chegaram mais 14 caixas de livros que estavam no Palácio da Alvorada e ainda precisam ser catalogados aqui", conta. E ainda há mais para chegar. Parte dos presentes fica na residência oficial do presidente.

O desafio do curador do Instituto Lula, que será um misto de memorial com plataforma política do presidente, será organizar um acervo tão plural para visitação pública. São presentes caros (colares de ouro e espadas incrustadas de pedras preciosas enviadas por líderes árabes) e únicos (um capacete usado por Ayrton Senna, camisetas de futebol assinadas por Kaká e Christiano Ronaldo, obras de Antônio Potero e Miró).

A história diplomática e governamental mistura-se ainda à contribuição dos populares. São inúmeras obras de artesanato, bordados, orações escritas, fotos de família, desenhos de criança - pedaços de histórias que formam um mosaico da trajetória brasileira nos últimos oito anos e dão ao acervo um valor inestimável.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.