100 policiais no roubo a banco. E os ladrões somem

Dois homens armados invadiram na manhã desta terça-feira um posto do Banco Real no Hospital eMaternidade de Jundiaí. Eles fizeram a caixa Rosemeire Aparecida Galdino da Silva, de 32 anos como refém.Depois, quando viram que não teriam chances, atiraram em três pessoas, sendo dois vigilantes e um funcionário do hospital.Apesar do cerco com mais de 100 policiais, entre civis, militares e guarda municipal, a dupla "desapareceu". Era 10h30 quando um dos homens aguardava para entrar no posto bancário, quando ele foi abordado por um porteiro,questionando onde ele trabalhava. O bandido disse que era do setor de raios-X. O porteiro Manoel então exigiu que o suspeito fosse com ele até o departamento para confirmar a informação. Foi quando o bandido saiu e voltou com outro homem. Os dois, armados, anunciaram roubo.Nesse momento a Brink´s fazia entrega de um malote com o pagamento dos funcionários do hospital. Os vigilantes Israel de Barros, de 44 anos e Jonilton José Barros, de 45, reagiram e foram atingidos. O cliente do Banco Real, José Carlos Cataloni, funcionário do hospital também foi atingido.A avenida Jundiaí, onde fica o hospital, acabou sendo interditada por agentes de trânsito. Um helicóptero Águia da PM sobrevoou o prédio por mais de uma hora. O coronel Osny Rodrigues da Silva, do 11o. Batalhão da PM, achou muito "estranho o desaparecimento dos assaltantes, porque a PM cercou o prédio e fez um pente fino em todos os andares e todas as salas".O coronel da PM afirma que a Polícia Civil deverá fazer uma investigação a fundo, porque "algumas pessoas" trocaram de roupas no meio da confusão, sob a alegação de que "tinham se sujado de sangue durante o salvamento das vítimas". Para ele, a ação teve informação ou participação de pessoal interno. Os pagamentos sairiam justamente na manhã desta terça-feira. "Alguém passou a informação". O local onde o banco está instalado também é de difícil acesso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.