11 municípios em estado de emergência em Santa Catarina

As fortes chuvas que caíram durante a semana deixaram 11 municípios da região sul de Santa Catarina em situação de emergência. Cerca de mil pessoas tiveram que sair de suas casas e duas adolescentes morreram afogadas . A BR-101, interditada na noite de quinta-feira por excesso de água no trecho entre Maracajá e Araranguá, continuava fechada até o meio-dia de hoje para veículos leves. Não havia previsão de liberação do trecho da principal rodovia do sul do país, onde a lâmina d´água chegou a 50 centímetros. Apesar de as chuvas terem cessado e o nível dos rios baixado, a Defesa Civil continuava pedindo hoje que os motoristas evitassem passar pelo local. O trânsito ficou bastante complicado: ônibus e caminhões trafegavam devagar e os automóveis precisavam desviar por vias secundárias, aumentando a viagem em mais de dez quilômetros. Até o início da tarde de hoje, Araranguá, Forquilhinha, Morro da Fumaça, Laguna, Sombrio, Anitápolis, Orleans, Balneário Gaivota, Sangão, Tubarão e Maracajá haviam decretado situação de emergência. Das 20 cidades atingidas pelas enchentes, a maioria ainda se refazia dos estragos causados pelos fortes ventos do ciclone Catarina, que assolou a mesma região no final de março. As primas Aline Nunes, de 14 anos, e Cristiana Cardoso, de 13, morreram afogadas. Elas caíram em uma lagoa formada em uma antiga mina de carvão, em Forquilhinha, que transbordou com as chuvas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.