DANIEL TEIXEIRA/ESTADAO
DANIEL TEIXEIRA/ESTADAO

12 dicas de segurança para andar com patinetes elétricos

Patinete compartilhado é nova febre de mobilidade urbana, mas ainda não conta com regulamentação; confira orientações de uso seguro das empresas que prestam o serviço

João Ker, O Estado de S.Paulo

20 de abril de 2019 | 03h00

Menos de um ano após sua chegada a São Paulo, os patinetes compartilhados já são uma febre pela cidade. Sem legislação específica além do limite de velocidade, as orientações de segurança para o uso do  equipamento ficam por conta de cada empresa.

Marcos Bigongiari, sócio fundador e diretor de operações da Scoo, aponta que o tema é uma das preocupações na prestação do serviço: “Temos um grande diferencial em relação à concorrência, porque trabalhamos com bases fixas, onde o consumidor pode retirar ou entregar a patinete, sempre com um funcionário presente para garantir que, ao retirá-la, ele atenda as nossas exigências de segurança”, explica.

A empresa, primeira a disponibilizar patinetes compartilhados em São Paulo em agosto de 2018, ainda toma medidas institucionais para garantir o bem-estar dos clientes: “Somos a única do mercado que empresta o capacete e obriga o consumidor a usá-lo, por exemplo”, afirma Marcos.

Operando exclusivamente no mercado carioca, a Tembici já acredita que o uso do capacete deve ser uma escolha pessoal do próprio cliente. Em comunicado oficial, a empresa explica que mantém itens de segurança acoplados ao próprio patinete, como sistema de freios ‘rollerbrake’; refletores frontais e traseiros; dispositivo de trava antifurto; e pneus com lados reflexivos.

Abaixo, confira 12 dicas de segurança oferecidas pela Scoo, pela Tembici e pela Yellow para o uso de patinetes compartilhados:

- Use capacete durante seu trajeto e verifique se ele está ajustado adequadamente;

- Use o patinete sempre com as duas mãos sobre o guidão;

- Não tire selfies com o patinete em movimento;

- Respeitar sempre os limites de velocidade (20 Km/h nas ciclofaixas e 6 Km/h nas calçadas);

- Nunca utilizar o patinete com mais de um usuário por aparelho;

- Idade mínima de 18 anos para locação do patinete;

- Dê sempre preferência ao pedestre. Lembre-se: o pedestre é o mais vulnerável;

- Não use celular nem fone de ouvido enquanto conduz o patinete. Esteja atento à sua condução;

- Respeite sempre os semáforos e as sinalizações de trânsito;

- Jamais conduza o patinete se houver ingerido álcool;

- Não é recomendável dirigir com mochilas e bolsas no guidão;

- Não use o patinete em áreas com solo de areia ou lama

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.