Fabio Motta/Estadão
Fabio Motta/Estadão

13,4 mil se deslocam entre Rio e SP para estudar ou trabalhar

Fluxo entre capitais é apontado como 'caso especial', especialmente pela grande distância entre as cidades - mais de 400 quilômetros

Luciana Nunes Leal, O Estado de S. Paulo

25 Março 2015 | 10h00


RIO - A pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgada nesta quarta-feira, 25, mostra também um intenso deslocamento entre Rio de Janeiro e São Paulo para estudo ou trabalho. Apesar da distância de mais de 400 quilômetros entre os dois núcleos urbanos, o Censo 2010 apontou que 13,4 mil pessoas se deslocam entre eles, 57,7% para trabalhar, 40,5% para estudar e 1,9% para trabalhar e estudar.

A pesquisa do IBGE não informa quantas pessoas vão do Rio para São Paulo e vice-versa. O fluxo entre Rio e São Paulo é apontado como "caso especial" no estudo sobre concentrações urbanas e arranjos populacionais, especialmente pela grande distância entre as duas cidades.

"Os casos especiais foram identificados e serão destacados por representarem tendências ou aspectos relevantes da urbanização brasileira", diz a pesquisa, que não aponta com que regularidade esses trabalhadores e estudantes se deslocam. Os técnicos dizem que é improvável o deslocamento diário. Em geral, os deslocamentos são semanais.

Mais conteúdo sobre:
São PauloRio de JaneiroIBGE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.