1/3 dos latrocínios na capital foi solucionado

Um terço dos 25 latrocínios (roubo seguido de morte) registrados na cidade de São Paulo no segundo trimestre deste ano foi esclarecido ou parcialmente solucionado pela polícia. Para a Secretária da Segurança Pública (SSP), esse tipo de crime está sob controle no Estado e apresenta tendência de queda. Segundo a pasta, no final dos anos 90 acontecia um latrocínio para cada 400 roubos. Hoje, o índice passou de um para mil. O número de latrocínios quase dobrou no último trimestre na capital. Passou de 14 para 25 casos, em comparação com o mesmo período do ano passado. No primeiro semestre de 2009 foram registrados 52 crimes. Em todo o ano de 2008, foram 69 ocorrências. A reportagem levantou 22 dos 25 crimes de latrocínio ocorridos entre abril e junho deste ano. Oito deles, segundo a SSP, foram esclarecidos ou parcialmente solucionados, com 12 pessoas presas no total. O 35º Distrito Policial (Jabaquara), na zona sul, lidera o ranking com três casos, e apenas um solucionado. O 46º DP (Perus), zona norte, foi o que obteve melhor desempenho, com os dois casos ocorridos no trimestre esclarecidos. "Latrocínio é o que podemos considerar um ?acidente de trabalho?. O assaltante e a vítima não se conhecem, ao contrário do que acontece geralmente em um caso de homicídio. É um crime muito difícil de ser esclarecido, ainda mais com os padrões da nossa polícia", disse o cientista social Guaracy Minguardi, ex-subsecretário Nacional de Segurança.

Camilla Haddad, José Dacauaziliquá e Josmar Jozino, JORNAL DA TARDE, O Estadao de S.Paulo

10 Agosto 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.