130 mil celulares pré-pagos são bloqueados em São Paulo

Cerca de 130 mil celulares não cadastrados no Estado de São Paulo começaram a ser bloqueados nesta segunda-feira, segundo a Secretaria de Segurança Pública. Amanhã, o governo se reúne com as operadoras para definir se vai ou não multar quem não se cadastrou. No encontro, as empresas e o Estado também vão discutir as providências que tomarão nesses casos. Os clientes que tiveram o aparelho bloqueado ainda podem fornecer os dados às operadoras. Em seguida, a linha será liberada. O número exato dos aparelhos bloqueados deve ser divulgado amanhã, depois da reunião. Até a tarde de hoje, as operadoras ainda faziam levantamento dos dados. A BCP, que tem cerca de 1,1 milhão de clientes, teve 48 mil celulares bloqueados até a semana passada. A Telesp Celular, com aproximadamente 4 milhões de aparelhos, teve cerca de 54 mil celulares não cadastrados. A operadora Tess divulgou hoje dados do fim do mês passado. Cerca de 31 mil - de um total de 1 milhão de celulares da empresa no Estado - não foram registrados. Os aparelhos bloqueados ficam impossibilitados de fazer ligações, mas conseguem recebê-las normalmente. Como cadastrarOs clientes da BCP que ainda não cadastraram seus aparelhos podem obter informações sobre o registro pelo número *611, discado do próprio celular. Outra opção é telefonar para a central de atendimento da operadora, no número 5509-6955. Os proprietários de pré-pagos da Telesp Celular encontram informações nos telefones *5000 ou 9696-5000 e também no site www.telespcelular.com.br. Quem possui telefone da Tess encontra informações no site www.tess.com.br. A lei que determina o cadastramento de celulares pré-pagos faz parte do plano de segurança pública apresentado no começo do ano pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB). O objetivo é dificultar a ação de criminosos que utilizam esse tipo de aparelho para comandar seqüestros, extorsões e rebeliões em penitenciárias. A lei obriga também os proprietários de pré-pagos a informar às operadoras sobre o furto, roubo, extravio ou transferência de aparelhos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.