15 mil pescadores estão de braços cruzados

O setor pesqueiro de Itajaí representa 20% da economia da cidade, mas sua importância está na geração de 50 mil empregos diretos. São pescadores, limpadores de peixe, embaladores, fabricantes de gelo, rotuladores. As três maiores empresas de pescados enlatados são do município, que abastece 80% do mercado brasileiro. A enchente destruiu 900 embarcações, 15 mil pescadores da região estão parados e 67 indústrias foram atingidas. O setor deve voltar a operar parcialmente em uma semana. "A perda é gigantesca. A pesca é o setor que mais gera emprego e distribui renda em Itajaí", resumiu o secretário municipal de Pesca, Antonio Carlos Monn.

Eduardo Nunomura, O Estadao de S.Paulo

03 de dezembro de 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.