17 rodovias de Santa Catarina permanecem interditadas

Foram liberadas a SC-415 na altura do km 15 e a SC-474 na altura do km 53

Elvis Pereira, do estadao.com.br,

27 de novembro de 2008 | 19h07

Dezessete estradas federais e estaduais de Santa Catarina permaneciam bloqueadas em razão de queda de barreiras ou deslizamentos de terra no início da noite desta quinta-feira, 27. À tarde, chegou a ser cogitada a liberação de meia pista da BR-101, no km 235, em Palhoça, mas novas chuvas adiaram os planos. Desde o sábado, 22, a queda de uma rocha impede a circulação no trecho e cerca de 750 caminhões estão parados nas duas pontas da estrada. A BR-101 atravessa o litoral catarinense e leva ao Rio Grande do Sul.    Veja também:Saiba como ajudar as vítimas da chuvaEmpresária pára fábrica e dá gerador a hospitalMais de 60 mil casas continuam sem luz Tragédia em Santa Catarina Blog: envie seu relato sobre as chuvas Veja galeria de fotos dos estragos em SC  Tudo sobre as vítimas das chuvas   A BR-270 reúne dez pontos de interdição, passando por Navegantes, Gaspar, Blumenau e Rodeio. Há o bloqueio total de tráfego apenas na altura do km 41 da via, em Gaspar, por conta do desmoronamento da pista. Na BR-282, barreiras cederam nos km 31 e 79, de Águas Mornas até Rancho Queimado. Entre as 14 estaduais afetadas, a SC-470 apresenta a situação mais complicada e continua sem condições de receber caminhões em toda a sua extensão, entre Itajaí e Blumenau. Na tarde desta quinta, a SC-415 foi liberada na altura do km 15,5, na divisa entre Garuva, em Santa Catarina, e Guaratuba, no Paraná. À tarde, a remoção do entulho na SC-474 também permitiu a desinterdição do km 53, entre Massaranduba e Blumenau.  BR 101 O quilômetro 235 da BR 101, em Palhoça, interditado totalmente deste o último sábado, 22, foi liberada parcialmente apenas para caminhões na noite desta quinta-feira, 27. Uma barreira caiu sobre as duas pistas no município de Palhoça. A liberação aconteceu às 20h10 para que os 750 caminhões parados na região há cinco dias seguissem viagem.  A liberação em apenas uma pista acontece até a meia noite desta quinta para os caminhões parados que tem como destino o Norte do Estado e a partir deste horário, até às seis horas de sexta-feira, 28, para quem tem o Sul como destino.  Nesta sexta o trânsito será totalmente interrompido para que seja dinamitada a outra metade da grande pedra que caiu sobre a rodovia e iniciado o recapeamento do asfalto. A previsão do DNIT é de que a rodovia possa ser liberada totalmente no sábado. Em alguns pontos da BR 101 ainda existe água na pista por causa das enchentes dos últimos dias em Santa Catarina. Em Itajaí, a pista apresenta acúmulo d'água e a passagem está sendo feita pela pista de aceleração no sentido Sul-Norte. (Com Júlio Castro, de O Estado de S. Paulo)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.