2 milhões de pilhas e baterias falsas serão incineradas

A Secretaria da Receita Federal, através da Alfândega do Portode Santos, informa que será realizada amanhã, em Suzano, na Grande São Paulo, a destruição, através de incineração, de 2,47 milhões de unidades de pilhas e baterias que foram aqui falsificadas.Entre os produtos falsificados foram encontradas pilhas com a marca pirata Duracess, que são uma imitação da marca Duracell, registrada perante o Instituto Nacional da Propriedade Industrial em nome da Gillette do Brasil Ltda.Igualmente cometeram crime contra o registro de marca a reprodução de baterias para telefones sem fio e para câmeras de vídeo, que violavam a marca Panasonic e Toshiba, cujapropriedade de registro pertence às empresas Matshushita Eletric Industrial Co.Ltd e Toshiba do Brasil S/A. Os produtos serão incinerados amanhã em um forno especial, em Suzano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.