200 mil ficam sem água em Guarulhos

Cerca de 200 mil moradores deGuarulhos ficaram sem água durante todo o fim de semana, porcausa do rompimento de uma adutora, na sexta-feira, na AvenidaPresidente Juscelino Kubitschek, no bairro dos Pimentas.Nomesmo dia, funcionários do Serviço Autônomo de Água e Esgoto deGuarulhos (SAAE) consertaram a adutora, que voltou a estourar namadrugada de sábado, afetando o abastecimento em 57 bairros.Segundo o responsável pela distribuição do SAAE, NiltonLeal, somente neste domingo os técnicos conseguiram reparar a adutora. Ele afirmou que o bombeamento foi reaberto no final da tarde epelo menos 30 bairros teriam o fornecimento de águarestabelecido em 24 horas. "Os bairros e vilas restantes,principalmente os que ficam na parte alta da região, só terãoágua na terça-feira", disse.Entre os bairros que devem ter a água de volta já apartir desta segunda-feira estão Vila Alzira, Jardim Vermelhão, ParqueMaria Helena, Maria do Carmo e São Miguel. Já Jardim Cumbica,Vila Marta e Jardim Nova Cidade estão entre as localidades queterão de esperar mais um dia pela volta do abastecimento.A região, porém, está acostumada com a falta de água porcausa de um rodízio permanente. Os moradores têm água dia sim,dia não. Foi por isso que a dona de casa Vanda Maria Varão,moradora do bairro Cidade Tumpinambá, só se deu conta de quehavia problemas com o abastecimento no domingo."Estavaesperando a chegada da água para lavar louça e ela não veio. Nãopude cozinhar nem tomar banho direito. O jeito foi me lavar decanequinha."Residente no Jardim Leblon, Antonio Ribeiro Figueiredotambém estava revoltado. "Precisei comprar água mineral parafazer o almoço. Ficar sem água é o mesmo que ter a vida roubadaaos pouquinhos", disse. Segundo Figueiredo, a falta de águacrônica na região é motivo de várias queixas. "Já fizemosabaixo-assinados e reuniões, mas de nada adiantou."Parainformações, a Prefeitura pede aos moradores que liguem para0800-101042.

Agencia Estado,

08 de setembro de 2002 | 22h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.