200 presos se rebelam em Campo Grande

Um total de 200 presos do Centro de Triagem do Sistema Carcerário de Mato Grosso do Sul, em Campo Grande, começou uma rebelião ontem às 12h30. O movimento teve início depois de uma tentativa de fuga de cinco presos, frustrada pela Polícia Militar. Um agente penitenciário ficou refém e cerca de 50 visitantes não conseguiram deixar o local, por falta de segurança.Segundo a PM, os detidos alegam que muitos estão com alvarás de soltura e continuam presos, apesar de o Centro de Triagem ser um local transitório, destinado a suspeitos que aguardam julgamento. O Serviço de Inteligência da PM tinha informações de que o movimento poderia se transformar num protesto de grandes proporções e atingir outros presídios de Mato Grosso do Sul - em Campo Grande e Dourados - e de São Paulo.Viaturas que faziam o policiamento no centro da cidade foram deslocadas e integram o patrulhamento feito de hora em hora na região do complexo penitenciário federal.Ontem pela manhã, havia a suspeita de que poderia haver uma tentativa de resgate de presos no Presídio Federal de Campo Grande, como ocorreu no dia 13. Na semana passada, houve um ataque ao Presídio Federal de Campo Grande. Pelo menos dez homens dispararam contra três das quatro torres de vigia. As negociações com os rebelados foram suspensas no fim da noite de ontem e devem ser retomadas hoje.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.