22 profissionais do IML do Rio aguardam corpos de Ilha Grande

Segundo diretor do Instituto, com esse número será possível realizar 10 necropsias por hora

Marcelo Auler, da Agencia Estado,

01 Janeiro 2010 | 16h22

O Instituto Médico Legal Afranio Peixoto, do Rio, já tem 22 profissionais de prontidão esperando a chegada dos corpos das vítimas do desabamento da Pousada Sankay e de sete casas localizadas na Praia do Bananal, na Ilha Grande.

 

Veja também:

linkDeslizamentos em Angra dos Reis matam pelo menos 22 pessoas

 

Segundo o diretor do instituto, Frank Perline, com esse grupo será possível realizar 10 necropsias por hora. Na previsão do diretor do Departamento de Policia Técnica do Rio, Marcos Neves, espera-se em 12 horas no máximo a identificação dos corpos que deram entrada no IML.

 

 

Dos primeiros 16 corpos resgatados na Enseada de Bananal, cinco foram levados para o IML de Angra e outros 11 estão vindo para o Rio num helicóptero que pousará num quartel da PM, de onde serão levados para o IML.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.