Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

24 presos fogem pela porta da frente do 99º DP

Vinte e quatro presos fugiram neste domingo pela porta da frente do 99º DP (Campo Grande), na zona sul de São Paulo, após dominarem um carcereiro com duas facas. A fuga em massa ocorreu por volta das 11h30, logo após uma queda rápida de energia.O carcereiro foi rendido quando se dirigia ao quadro de luz, localizado na carceragem do distrito, para religar a força.Segundo a delegada plantonista Joana D?Arc de Oliveira, os presos aproveitaram o número reduzido de policiais para fazer um "cavalo doido" (sair correndo).Os fugitivos, a maioria acusada de furto e roubo, conseguiram alcançar os corredores após serrarem as grades com três limas.No momento da fuga, havia cinco policiais no distrito. Dois investigadores armados reagiram e conseguiram impedir que 25 presos saíssem da delegacia. Ninguém ficou ferido.A Polícia Militar, o Grupo de Operações Especiais (GOE) e um helicóptero Águia foram acionados e recapturaram quatro fugitivos. Os policiais Adriano Luiz Freitas e Jorge Pereira disseram que faziam policiamento preventivo pela Avenida Interlagos, por volta das 12h, quando viram três homens caminhando rapidamente, em atitude suspeita."Ao perceberem a aproximação da viatura, eles tentaram escapar. Alcançamos os bandidos e constatamos que eram fugitivos do distrito", afirmou Freitas.Segundo os policiais militares, um taxista foi rendido a duas quadras da delegacia e obrigado a auxiliar na fuga. Oito presos invadiram o Santana e ordenaram que o motorista saísse em disparada. O taxista foi liberado na região de Santo Amaro.Ele disse à polícia que não foi agredido.A cadeia do 99º DP abrigava 99 detentos no momento da fuga. A capacidade da carceragem é de 20 presos. A delegada Joana D?Arc não soube afirmar se os detentos pertencem a alguma organização criminosa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.