28 cidades estão em situação de emergência na Paraíba

Volume médio de chuva chegou a 250 milímetros em 48 horas

Priscila Trindade, estadão.com.br

18 Julho 2011 | 14h18

SÃO PAULO - O Governo da Paraíba decretou situação de emergência em 28 cidades por causa das fortes chuvas que atingem o Estado desde sexta-feira. O governador Ricardo Coutinho e os prefeitos dos municípios atingidos se reuniram na manhã desta segunda-feira, 18, no Palácio da Redenção, em João Pessoa, para discutir as medidas a serem tomadas para solucionar os problemas ocasionados pelas enchentes e inundações.

 

Segundo a Defesa Civil estadual, as cidades afetadas são: Araçagi, Alagoa Nova, Alhandra, Bayeux, Caaporã, Cabedelo, Campina Grande, Cruz do Espírito Santo, Cuitegi, Gurinhem, Itabaiana, Ingá, João Pessoa, Juarez Távora, Lagoa Seca, Mamanguape, Mogeiro, Mulungu, Natuba, Pilar, Pirpirituba, Puxinanã, Rio Tinto, Sapé, Salgado de São Felix, Santa Rita, Sobrado e São José dos Ramos.

 

O volume médio de chuvas nas cidades que compõem o litoral paraibano chegou a 250 milímetros em 48 horas, segundo nota divulgada nesta segunda-feira pela Defesa Civil. Na Grande João Pessoa, a Estação Elevatória de Marés está inundada, afetando o abastecimento de água para os moradores.

 

Os serviços de monitoramento dos níveis de barragens, estradas, pontes e abastecimento de água estão trabalhando em estado de alerta, acompanhando as precipitações pluviométricas para acionar os setores competentes. A Polícia Militar está de prontidão para auxiliar o Corpo de Bombeiros nos chamados de pessoas desaparecidas e situação de resgate.

 

O Governo vai disponibilizar carros-pipa para manter o fornecimento de água potável e possibilitar o funcionamento dos serviços essenciais à população, como hospitais, escolas e segurança.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.