4 morrem em SP e no Rio por causa do mar agitado

Corpo de Bombeiros paulista ainda busca 4 banhistas desaparecidos

Zuleide de Barros, O Estadao de S.Paulo

13 de abril de 2009 | 00h00

Pelo menos três pessoas morreram e quatro desapareceram no litoral paulista por causa da ressaca no fim de semana. O Rio registrou uma morte. O fenômeno resulta da passagem de um ciclone extratropical que provocou fortes ventos sobre o oceano, agitando o mar. Em São Vicente, na Baixada Santista, um homem morreu afogado por volta das 11h de sábado. Segundo os bombeiros, ele ainda chegou a ser levado a um hospital. No litoral norte, uma pessoa morreu na Barra do Sahy, em São Sebastião, no início da tarde de sábado. O argentino Sebastian Eduardo, de 33 anos, também chegou a ser socorrido. Em Ubatuba, litoral norte, um jovem de 20 anos desapareceu no mar da Praia do Sapê, sexta-feira de manhã. Seu corpo foi achado ontem. O Corpo de Bombeiros ainda tenta encontrar quatro banhistas, desaparecidos desde sábado. Na Praia Dura, em Ubatuba, sumiu um morador de Barueri, de cerca de 50 anos. Um turista de Leme, de 22 anos, foi visto pela última vez na Praia do Tenório, na mesma cidade. Um adolescente de 16 anos desapareceu na Praia do José Menino, em Santos, quando o mar tinha ondas de até 2,5m. Outro homem, de idade ignorada, desapareceu na Praia do Embaré, também em Santos. O pico da ressaca ocorreu no fim da tarde de sábado, quando parte da plataforma de pesca que margeia a Praia do Gonzaguinha, em São Vicente, foi arrastada pela força das ondas. RIOUm turista inglês morreu e um corpo ainda não identificado apareceu nas praias do Rio durante o fim de semana de ressaca no mar. Em Ilha Grande, Angra dos Reis, no litoral sul do Estado, o inglês Peter Charles Cox, de 46 anos, foi levado pelas ondas e morreu antes de ser socorrido. O corpo de um homem foi encontrado na Praia do Leblon. O Corpo de Bombeiros informou que o cadáver pode ser de um dos dois banhistas desaparecidos desde a semana passada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.