43 presos fogem pela porta da frente de cadeia em SC

Até o início do dia desta segunda-feira, 12 detentos já tinham sido recapturados pelos policiais

Ricardo Valota, estadao.com.br

14 de julho de 2008 | 12h19

Um total de 43 presos escapou, por volta das 21 horas de domingo, do Centro de Triagem da Polícia Civil Florianópolis (SC), conhecido como Cadeião do Estreito, no bairro do Estreito. Segundo a direção do cadeia, até as 4h30 desta madrugada, 12 detentos haviam sido recapturados na região. Os detentos conseguiram escapar após dominarem o agente carcerário Paulo Generoso no momento em que este abriu uma das celas para retirar o lixo. Em seguida, os presos, que faziam Paulo refém, tomaram três armas da unidade. Houve troca de tiros com a polícia e dois presos ficaram feridos.  Um deles foi encaminhado para o Hospital Celso Ramos. Uma operação envolvendo policiais civis, militares e rodoviários bloqueou vários acessos às principais rodovias próximas à Florianópolis, como BR-282 e BR-101. Duas espingardas, uma escopeta e munição foram apreendidos com os detentos recapturados. O Centro de Triagem do Estreito é uma das unidades prisionais problemáticas de Santa Catarina. Em abril deste ano, a justiça deu prazo de um ano para que o Estado desative a unidade após atender a ação civil pública proposta pelo Ministério Público Estadual. A carceragem do Estreito, feita para 70 presos, era ocupada por quase 150 no momento da fuga.

Tudo o que sabemos sobre:
fugaFlorianópolis

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.