AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

800 invasores podem ser retirados de prédio

As 192 famílias - cerca de 800 pessoas - que ocupam os dez andares do Edifício S. Marino, na Rua Conselheiro Crispiniano, no centro, correm o risco de ser despejadas, por força da Justiça, a qualquer momento. O imóvel pertenceria às Lojas Marisa, e os ocupantes são ligados ao Movimento dos Sem-Teto do Centro (MSTC).Nesta quinta-feira, com uma liminar em mãos, um oficial de Justiça tentou obrigar os invasores a abandonar o prédio. Não houve acordo. O oficial não foi recebido e, para manter a segurança, os invasores passaram uma corrente na porta de acesso principal do edifício.Segundo Ivonete Araújo, uma das coordenadoras do movimento, os advogados do MSTC entraram com uma petição, pedindo a permanência das famílias. Nesta sexta, a Justiça deverá decidir sobre o caso. O grupo invadiu o prédio no dia 10.Segundo a coordenação do MSTC, a Secretaria Municipal da Habitação teria oferecido ajuda às famílias carentes. "A secretaria informou que tem recursos, mas só para daqui 30 dias", afirmou Ivonete. Diante desse impasse, as famílias pedem um prazo de 30 dias para deixar o imóvel. "Esse prédio ficou fechado por 17 anos, não tem problema esperar mais um mês", criticou a coordenadora.

Agencia Estado,

23 de maio de 2002 | 23h41

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.