A bordo de jardineira, um tour no Ipiranga

Nova atração do Aquário de São Paulo mostra história do bairro

Edison Veiga, O Estadao de S.Paulo

02 Julho 2009 | 00h00

Começa no sábado mais uma atração do Aquário de São Paulo: passeios guiados, a bordo de jardineiras dos anos 30, pelos pontos históricos do bairro do Ipiranga. "É uma maneira de mostrarmos aos visitantes a riqueza de nossa região", afirma o coordenador do projeto, Augusto Cezar Fidalgo, funcionário do Aquário. A princípio, o itinerário será simples e com apenas 4 quilômetros. Deve durar cerca de 30 minutos. Duas jardineiras, uma amarela (de 1931) e uma vermelha (de 1932) - ambas da marca Ford -, oferecerão o passeio, que acontecerá todos os dias deste mês, das 9 às 18 horas, com saídas conforme a demanda. "Após as férias escolares, deveremos ter a atração somente nos fins de semana", adianta Fidalgo. Por causa da capacidade do veículo, cada tour leva, no máximo, 11 pessoas. O embarque acontecerá em frente ao Aquário, na Rua Huet Bacelar, 407 (informações pelo 2273-5500 ou em www.aquariodesaopaulo.com.br), ao preço de R$ 5 por pessoa. Dali, a jardineira percorrerá as principais ruas do bairro. Um guia vai mostrar, ao longo do caminho, os endereços mais importantes, bem como suas histórias. A parte chata é que o tour não prevê paradas para que os participantes possam descer e conhecer melhor cada ponto. PONTOS AVISTADOS De dentro da jardineira, devem ser vistos o convento onde viveu, na Avenida Nazaré, a religiosa ítalo-brasileira Amabile Lucia Visintainer (1865-1942), conhecida como Madre Paulina - que se tornou santa em 2002; o octogenário Instituto de Cegos Padre Chico, na Rua Moreira de Godoi; e a casa, na Rua dos Patriotas, onde morou o advogado, banqueiro e industrial Ricardo Nami Jafet (1907-1968), que foi diretor da Mineração Geral do Brasil e presidente do Banco do Brasil. Não ficarão de fora, é claro, os dois importantes e conhecidos museus do bairro, ambos vinculados à Universidade de São Paulo (USP): o Museu de Zoologia (Avenida Nazaré, 481) e o Museu Paulista, popularmente chamado de Museu do Ipiranga (Parque da Independência, s/nº). Para os apaixonados por veículos antigos, a maior graça não serão os pontos históricos conferidos pelo caminho, mas o prazer de estar a bordo de uma jardineira. "A ideia surgiu porque aqui no Ipiranga há muitos colecionadores de carros antigos", comenta Fidalgo. "Fiz uma parceria com um amigo, que cederá os dois veículos que utilizaremos nos passeios. São o xodó dele." E, se a proposta é experimentar um pouco os ares de antigamente, a trilha sonora também contribuirá. Sucessos musicais das décadas de 30, 40 e 50 devem embalar a imaginação - e a memória, no caso de quem viveu aquele tempo - dos passageiros. A lista musical ainda está sendo definida, mas Fidalgo garante que não vão faltar sucessos do "rei do rock" Elvis Presley (1935-1977) e muito jazz daquele tempo. A compra do ingresso para o tour pelo bairro não dá direito a visitar o Aquário de São Paulo - cuja entrada custa R$ 20 de terça a domingo e R$ 15 às segundas-feiras.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.