''A imprensa que constrói fala o que quer'', diz petista

Dilma Rousseff condenou ontem a censura prévia a veículos de imprensa no País. Questionada em palestra para empresários na cidade de Tiradentes (MG), a pré-candidata do PT à Presidência disse que não se constrói uma democracia com uma imprensa de "boca fechada".

Eduardo Kattah, O Estado de S.Paulo

12 de junho de 2010 | 00h00

Sem citar a censura ao Estado - proibido de publicar reportagens sobre a Operação Boi Barrica da Polícia Federal desde 31 de julho de 2009 -, a presidenciável lembrou a forma de protesto adotada pelo Grupo Estado durante o regime militar, quando receitas de bolo e poesias de Camões ocupavam os espaços de matérias censuradas.

"A imprensa que constrói uma democracia é a imprensa que fala o quer, dá opinião que quer e se manifesta do jeito que bem entende", disse. "Dentro da liberdade de expressão, a liberdade de imprensa é fundamental."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.