A mando de ex-sócio, assassino mata empresário e mais dois na zona sul

O gerente comercial da Rocktec Isolantes Térmicos Ltda., Paulo Sérgio Vilela, de 39 anos, foi morto a tiros anteontem, na zona sul, a mando do ex-sócio da empresa, Denílson Vieira da Silva, de 34, afastado em fevereiro por desvio de verba. Quem atirou foi Carlos Eduardo de Souza Maranhão, de 25. O crime aconteceu às 17h30, em Jabaquara, zona sul. Vilela saía do serviço e estava em seu carro quando Maranhão o baleou na cabeça. O atirador correu, mas foi visto com arma na mão entrando num Corsa dirigido por Silva. PMs foram avisados e perseguiram o veículo. Na Rua Contos Gauchescos, o motorista parou, saiu do Corsa com as mãos para cima, dizendo ser vítima de roubo. Maranhão resistiu à prisão e afirmou: "Podem me matar. Eu não vou ser preso." Segundo a Polícia Civil, ele atirou nos PMs. Houve revide. Maranhão assumiu o volante do Corsa e tentou fugir. Na Rua Antônio Alves Teixeira, ele atropelou e matou o aposentado José Soares Silvestre da Silva, de 50, e o carroceiro Edmilson de Sá, de 33. O Corsa bateu numa caçamba. Maranhão foi levado ao Hospital Municipal Arthur Ribeiro Saboya, onde foi internado. Silva foi para o 35º DP. Lá, ele foi identificado por dois amigos de Maranhão, que haviam recebido pouco antes uma ligação de Silva para informar que o atirador havia sido internado.

O Estadao de S.Paulo

01 Agosto 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.