A operação no Complexo do Alemão

Confira a cronologia da ocupação do morro pela polícia

O Estado de S.Paulo,

28 Novembro 2010 | 17h55

SÃO PAULO - A polícia começou a subir no Complexo do Alemão pouco antes das 8 horas da manhã deste domingo, 28. Confira abaixo a cronologia da ocupação do morro:

 

6h40 - Traficantes e policiais trocam tiros nos dois lados da favela da Grota. Os policiais não deixam os moradores subir o morro. Eles foram abrigados em um galpão localizado na entrada da Grota.

 

7h59 - Policiais da Core, a tropa de elite da Polícia Civil, entram na Grota, pela rua Joaquim Queiroz, próxima à Estrada Itararé, na Penha. Um helicóptero blindado da Civil sobrevoa as casas e snipers trocam tiros com traficantes em cima das lajes. Em um outro helicóptero policiais monitoram a movimentação dos traficantes para orientar a Core. Ao mesmo tempo, dois helicópteros blindados da Aeronáutica sobrevoam a área.

 

8h25 - O chefe de Polícia Civil, Allan Turnowski, anuncia que as áreas conhecidas como Areal e Coqueiral foram tomadas e admite que houve pouca resistência.

 

9h - Aos gritos de "caveira", um grupo de 30 homens do Bope, a tropa de elite da PM, avançam pela Rua Canitar, principal acesso da Fazendinha. Eles seguem a pé pela comunidade com o apoio de um caveirão da PM e de um blindado da Marinha.

 

9h29 - O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Mário Sérgio Duarte declara: " Vencemos, vencemos! Trouxemos a liberdade para a população do Alemão".

 

10h - O tiroteio se intensifica com a entrada de blindados e helicópteros fazendo voo rasante sobre as casas, na Grota.

 

10h45 - O delegado Marcus Vinicius Braga, do gabinete de comando de crise, diz que a situação é "preocupantemente tranquila. Estamos vencendo, mas não vencemos ainda".

 

11h15 - O relações-públicas da PM, coronel Lima Castro, diz que por enquanto é um sucesso. "Agora é questão de tempo".

 

11h30 - Os paraquedistas entram pela Grota.

 

11h35 - Uma patrulha de 20 homens do 16ºBPM que entrou pela rua Canitar troca tiros com cerca de 10 traficantes escondidos numa laje. Um deles é ferido e morre no Hospital Getúlio Vargas.

 

13h42 - Policiais fincam a bandeira do Brasil e do Estado do Rio na estação do teleférico localizada no ponto mais alto do Complexo do Alemão.

 

15h - Policiais militares prendem o traficante Elizeu Felício de Souza, o Zeu, um dos criminosos condenados pelo assassinato do jornalista Tim Lopes, da TV Globo, em 2002. Zeu estava desarmado e não resistiu à prisão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.