A sogra de quem?

Tutty Vasques escreve todos os dias no portal Estadao.com.br, de terça a sábado neste caderno e aos domingos no caderno Aliás

Tutty Vasques, O Estadao de S.Paulo

09 de abril de 2009 | 00h00

Jornalista não tem mãe mesmo! O assessor de Imprensa de Renan Calheiros precisou usar a sogra como funcionária fantasma do gabinete do senador para engordar seus vencimentos em quase cinco paus. Por essas e por outras é que não tem o menor cabimento a proposta de plebiscito sobre a conveniência de fechamento do Congresso.Já pensou se, tomado de raiva pelo noticiário, o povo decide fechar o Congresso por causa da sogra do assessor de Imprensa do Renan Calheiros? Isso na semana da morte do também jornalista e ex-deputado Márcio Moreira Alves, cujo discurso em 1968 serviu de pretexto para o AI-5, dá bem uma ideia da pobreza dos tempos que vivemos.Imagina só se fecham o Congresso por causa da filha do Tião Viana? Ou vai dizer que não te fez mal ao fígado descobrir que, em 20 dias de uso, a guria deixou R$ 14.758,07 pendurados na conta do celular do Senado que o paizão lhe emprestou? Não é, pois, momento adequado para consulta popular sobre o que fazer com essa gente que anda abusando da paciência do eleitor. Melhor não! PRIMEIRA-DAMA DE JARDIMMichele Obama ganhou estátua de cera em museu de Washington. Isso quer dizer o seguinte: logo, logo todo americano terá uma réplica de plástico em casa.MÁS COMPANHIASAmigos de Gustavo Kuerten estão preocupados. O ex-tenista reapareceu louro ontem no Rio. Só pode ser influência dos novos colegas da escola de Teatro.Se é bom para a Moldávia...Falta um senador como Cristovam Buarque na Moldávia. A ideia de um plebiscito sobre o fechamento do Congresso na antiga república soviética talvez evitasse a tomada do parlamento por 10 mil manifestantes em fúria.Que festa!Antonio Palocci já está com cara de candidato ao governo de São Paulo. Parecia o aniversariante no "parabéns pra você" conjunto da primeira-dama Marisa Letícia e do ministro Guido Mantega, no CCBB de Brasília.Fora do mundoMax, o vencedor do Big Brother, já decidiu: vai investir o prêmio de R$ 1 milhão que faturou no programa. Quando ele entrou no confinamento da casa, os fundos Madoff eram os que melhor remuneravam o dinheiro.Modéstia à parteO delegado Protógenes Queiroz definiu sua presença ontem na CPI do Grampo como um momento importante da República no Brasil. Pra você ver como tem sido enfadonha a vidinha republicana.Questão de prioridadeLiberaram a gastança no Congresso de novo. Também, pudera! Já imaginou o trabalhão que daria moralizar o Parlamento? Aí mesmo é que os políticos não fariam mais nada.Contra o tempoO Corinthians promete apresentar Ronaldo "em ótima forma" em 40 dias. Não ficou claro se são 40 dias úteis. Num mês com dois feriadões, faz a maior diferença, né não?

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.