A substituta de ''Dona Dunga''

Proibida pela Justiça de usar no programa de rádio a personagem Dona Dunga, que provocava a governadora Ana Júlia (PT) pelo fato de Belém ter sido preterida como sede de jogos da Copa, a campanha do tucano Simão Jatene substituiu por Dona Diarista, que critica o bordão da petista de "arrumar a casa". A governadora reagiu e denunciou o "tom depreciativo e preconceituoso" da propaganda. Líder das pesquisas, Jatene procura esvaziar o discurso da adversária dizendo que governou o Pará com Lula presidente (2003-2006) e teve uma relação de parceria com o governo federal.

, O Estado de S.Paulo

11 de setembro de 2010 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.