A tradução da moda da Pauliceia desvairada

A Cavalera transformou o Elevado Costa e Silva, o famigerado Minhocão, numa praia de paulista, com cadeirinhas dobráveis, sorvete de palito e água de coco. Mas em vez de guarda-sóis, guarda-chuvas. Em vez da linha do horizonte sobre o oceano, arranha-céus grafitados com o Banespa ao fundo. O paulistano olha pouco pra sua cidade e dá pra encontrar beleza aqui. O próprio Minhocão, independentemente dos projetos pra sua revitalização que ainda não saíram do papel, pode ser mais bem ocupado pela população, com atividades no domingo. A Cavalera aproveitou esse espaço público e seu DNA. Fez a trilha do desfile com carros tunados, misturou tops e modelos comuns, colocou patins, bicicleta e skate na passarela de asfalto. Tudo impecavelmente streetwear. E fez moda street com boas propostas, como o moderno tratamento dos jeans, na modelagem e nas lavagens, ou as peças de tecido de alfaiataria com shape street. Referências às bandeiras - e a São Paulo, especialmente - estão nas listras e cores. E a estampa da bandeira de SP ganha traços da nossa rica e caótica arquitetura. Esta também é a moda da Pauliceia que continua desvairada e tem na Cavalera a "mais completa tradução".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.